Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Inseticidas neonicotinoides no controle do bicudo-do-algodoeiro Anthonomus grandis (Boheman, 1843) (Coleoptera: Curculionidae) e a falha de controle do endosulfan

Fonseca, P.R.B.; Lima Junior, I.S. de; Soria, M.F.; Kodama, C.; Degrande, P.E..
Arq. Inst. Biol.; 78(4)2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-759901

Resumo

ABSTRACT The boll weevil Anthonomus grandis (Boheman 1843) (Coleoptera: Curculionidae) is the most important cotton pest in Brazil, and insecticides play an important role in controlling its adults, so the development of products with new modes of action is essential to achieve successful control alternatives and resistance management options. The objective of this study was to evaluate the efficacy of some neonicotinoid insecticides to control the pest. The experimental design consisted of completely randomized blocks, with nine treatments and four replications. The following treatments (dosage of the commercial product per hectare) were applied in the field (with 9.8% of damaged squares at the beginning of the study): 1) Imidacloprid 200 SC (525 mL); 2) Imidacloprid 200 SC (700 mL); 3) Imidacloprid 200 SC (1,050 mL); 4) Thiamethoxam 250 WG (300 g); 5) Acetamiprid 200 SP (300 g); 6) Clothianidin 600 SC (262,5 mL); 7) Thiacloprid 480 SC (300 mL); 8) Endosulfan 350 CE (2,000 mL); and 9) Untreated control. The efficacy of insecticides was calculated with the Abbott formula; the data of damaged squares in each treatment was submitted to variance analysis and its means compared by Tukey test (? = 0.05). The results showed that Clothianidin 600 SC (262.5 mL/ha) was the most efficient neonicotinoid and reached 73% of efficacy at 6 days after the third application. The cyclodiene Endosulfan 350 CE (2,000 mL/ha), which was the standard farmer treatment, did not control the boll weevil as frequently cited. There were no significant differences in cotton production (fiber plus seed and bolls per plant) among treatments.
RESUMO O bicudo Anthonomus grandis (Boheman 1843) (Coleoptera: Curculionidae) é considerado a principal praga do algodoeiro no Brasil e uma das principais táticas de controle é o uso de inseticidas químicos. O desenvolvimento de produtos com modos de ação diferentes dos produtos convencionais é essencial para o manejo da resistência da praga e opções de controle químico. Este trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia de alguns inseticidas neonicotinoides no controle do inseto. Os seguintes tratamentos foram aplicados a campo em 4 pulverizações com intervalos de 5 dias (9,8% de botões atacados no início do estudo): 1) Imidacloprid 200 SC (525 mL); 2) Imidacloprid 200 SC (700 mL); 3) Imidacloprid 200 SC (1.050 mL); 4) Thiamethoxam 250 WG (300 g); 5) Acetamiprid 200 SP (300 g); 6) Clothianidin 600 SC (262,5 mL); 7) Thiacloprid 480 SC (300 mL); 8) Endosulfan 350 CE (2.000 mL); e 9) Testemunha não tratada. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com nove tratamentos e quatro repetições. As médias dos botões florais atacados por tratamento foram submetidas à análise de variância e comparadas pelo teste de Tukey (? = 0,05), enquanto que para o cálculo da eficiência dos inseticidas foi utilizada a fórmula de Abbott. Clothianidin 600 SC (262,5 mL p.c./ha) foi o neonicotinoide que apresentou a maior eficiência de controle (73% de controle aos seis dias após a terceira aplicação do inseticida). O ciclodieno Endosulfan 350 CE (2.000 mL do p.c./ha), utilizado como produto padrão do produtor, não controlou satisfatoriamente a praga como frequentemente citado. Não houve diferenças estatisticamente significativas entre os tratamentos para os parâmetros de produtividade (peso de algodão em caroço e número de capulhos por planta).
Biblioteca responsável: BR68.1