Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

FATORES DE RISCO ASSOCIADOS À INFECÇÃO PELA LEPTOSPIRA SPP. SOROVAR HARDJO EM REBANHOS EXCLUSIVOS DE OVINOS E NOS CONSORCIADOS COM BOVINOS

Genovez, M.E; Escócio, C.; Castro, V.; Gabriel, F.H.L.; Chiebao, D.P.; Azevedo, S.S..
Arq. Inst. Biol.; 78(4)2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-759907

Resumo

ABSTRACT Leptospira spp. serovar Hardjo infection is endemic in Brazilian cattle herds. The main risk factors for infection by serovar Hardjo are introduction of infected bovine into free herds, access to surface water and grazing sheep and cattle together. The present study investigated the risk factors involved in serovar Hardjo infection in sheep-only herds and in sheep grazing together with cattle herds in the region of Sorocaba, state of São Paulo, Brazil. Serum samples from eight herds not vaccinated against leptospirosis, five consisting of cattle and sheep and three with sheep only, were examined by microscopic agglutination test. An epidemiological questionnaire was applied taking into account sanitary and zootechnical management and environmental conditions. All herds showed reactors to Leptospira spp.: 51.16% (22/43) in cattle-sheep herds and 70.83% (17/24) in sheep-only herds (p = 0.191); but only the cattle-sheep herds showed at least one reactor to the serovar Hardjo, which was absent in all the sheep-only herds. Grazing cattle and sheep together was the only significant risk factor for serovar Hardjo infection (p = 0.018). When the total of sheep raised in sheep-only herds was compared with those raised with cattle, the risk associated with grazing these species together was significant for the presence of serovar Hardjo (p = 0.005). It was concluded that serovar Hardjo in sheep was directly related to the presence of bovines, regardless of other risk factors.
RESUMO A infecção por Leptospira spp. sorovar Hardjo é endêmica nos rebanhos bovinos brasileiros. A introdução de animal infectado em rebanhos livres, acesso a aguadas e pastejo consorciado entre ovinos e bovinos têm sido apontados como os principais fatores de risco. Objetivou-se investigar quais fatores de risco envolvem a infecção pelo sorovar Hardjo em rebanhos exclusivos de ovinos e consorciados com bovinos nas condições criatórias extensivas e semi-intensivas adotadas na região de Sorocaba, São Paulo. Amostras sorológicas de oito rebanhos, não vacinados contra leptospirose: cinco com criação consorciada entre ovinos e bovinos e três exclusivas de ovinos foram examinadas pela reação de soroaglutinação microscópica. Um questionário epidemiológico foi aplicado considerando-se manejos sanitário e zootécnico e condições ambientais. Todos os rebanhos apresentaram animais reatores para Leptospira spp.: 51,16% (22/43) dos animais consorciados e 70,83% (17/24) dos ovinos (p = 0,191), mas apenas os rebanhos consorciados apresentaram pelo menos um animal reator ao sorovar Hardjo. A condição consorciada foi a única com significância para a presença sorológica do sorovar Hardjo (p = 0,018). Quando avaliado o total de ovinos em condições criatórias exclusivas frente aos ovinos consorciados com bovinos, o risco associado à consorciação foi significante para a presença do sorovar Hardjo (p = 0,005). Conclui-se que o sorovar Hardjo estava relacionado à presença de bovinos e independente de outros fatores de risco.
Biblioteca responsável: BR68.1