Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

MOSCAS FRUGÍVORAS (DIPTERA: LONCHAEIDAE) EM CAFEZAIS IRRIGADOS NO NORTE DE MINAS GERAIS

Camargos, M.G.; Alvarenga, C.D; Giustolin, T.A.; Strikis, P.C..
Arq. Inst. Biol.; 78(4)2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-759912

Resumo

ABSTRACT This work surveyed the frugivorous flies species (Diptera: Lonchaeidae) associated with the coffee crop of the Jaíba Project, in the north of Minas Gerais State, Brazil. Flies were collected in two coffee plantations of 0.5 ha each (areas 1 and 2) and in another one of 2 ha (area 3), all of them irrigated and grown under full sun with the red Catuaí variety. The survey of insects was carried out from January 2009 to April 2010, in the ripening phase. The insects were sampled from ripe fruits, fallen on the ground, and those picked from the plant. A total of 497 individuals were obtained, from which 245 were females and 252 were males. The identified species were Neosilba pendula (Bezzi), N. zadolicha (McAlpine & Steyskal) and N. inesperata (Strikis & Prado), with a predominance of N. pendula (94.1%). This is the first record of N. inesperata in Minas Gerais.
RESUMO Este trabalho teve como objetivo conhecer as espécies de moscas frugívoras (Diptera: Lonchaeidae) associadas à cultura de café, cultivada na região do projeto Jaíba, em Jaíba, norte de Minas Gerais. As coletas de moscas foram realizadas em dois cafezais de 0,5 ha cada (áreas 1 e 2) e em um cafezal de 2 ha (área 3), todos irrigados e cultivados a pleno sol com a variedade Catuaí vermelho. O levantamento desses insetos foi realizado no período de janeiro 2009 a abril de 2010, quando o cafezal estava com frutos em fase de amadurecimento. Os insetos foram amostrados a partir da coleta de frutos amadurecidos e caídos no solo e também daqueles retirados diretamente da planta. Foi obtido um total de 497 indivíduos, dos quais 245 eram fêmeas e 252 machos. As espécies identificadas foram Neosilba pendula (Bezzi), N. zadolicha (McAlpine & Steyskal) e N. inesperata (Strikis & Prado), sendo a predominante N. pendula (94,1%). Este é o primeiro registro de N. inesperata em Minas Gerais.
Biblioteca responsável: BR68.1