Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA NA DISTRIBUIÇÃO VERTICAL DA COCHONILHA-BRANCA, PLANOCOCCUS CITRI (RISSO) (HEMIPTERA: PSEUDOCOCCIDAE) EM PLANTAS DE CAFÉ

Santa-Cecíli, L.V.C.; Prado, E.; Sousa, A.L.V..
Arq. Inst. Biol.; 78(4)2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-759913

Resumo

ABSTRACT The knowledge of mealybug distribution on coffee plants improves the monitoring and control efficiency of this pest. The mealybug distribution on coffee plants (Coffea arabica L., cv Mundo Novo), was evaluated at five temperatures. The plant was divided into the following segments: upper part (new leaves, fourth and fifth leaf pair, stalk included), middle part (cotyledons until third leaf pair, stalk included) and bottom part (plant neck and roots). Ten nymphs of second and third instars were placed in equal numbers on the upper and bottom part. Plants were kept in a growth chamber at 15, 20, 25, 30 and 35° C. The mealybugs were counted 7 days after infestation, registering the plant part where they located. Their distribution varied according with the rearing temperature. At 20 and 25° C the insects were distributed evenly; at 15°C they migrated to the bottom part, mainly to the roots; at 30° C they were concentrated at the upper part and at 35° C they were found at the middle part.
RESUMO O conhecimento da distribuição vertical da cochonilha Planococcus citri em plantas de café faz-se necessário para tornar o seu monitoramento e controle mais eficientes. Assim, avaliou-se a distribuição de ninfas da cochonilha em diferentes partes da planta de café, Coffea arabica L., cv Mundo Novo em cinco temperaturas. A planta de café foi subdividida em porção superior (brotações, quarto e quinto pares de folhas e respectivo caule), porção mediana (folhas cotiledonares, segundo e terceiro pares de folhas e respectivo caule) e porção inferior (colo e raiz). As plantas, após a infestação de dez ninfas de 2°/3° instar na porção superior e colo, foram acondicionadas em câmaras climatizadas a 15, 20, 25, 30 e 35º C. As avaliações foram realizadas sete dias após, registrando-se o número de cochonilhas presentes em cada parte da planta. Constatou-se que a distribuição dos insetos variou de acordo com a temperatura. A 20 e 25° C, esses insetos encontra-ram-se distribuídos uniformemente nas três porções das plantas, porém a 15° C migraram para a porção inferior, e em maior número nas raízes. A 30° C houve predominância das ninfas na porção superior da planta, contudo, a 35° C deslocaram-se para a porção mediana.
Biblioteca responsável: BR68.1