Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Detection of virulence factors in coagulase-negative Staphylococcus spp. strains isolated from Emmental cheese

Nascimento, Adriana Loureiro do; Sousa, Rosangela Sales; Rodrigues, Aline Aparecida Rezende; Mattos, Elaine Cristina de; Daros, Vilma dos Santos Menezes Gaiotto; Col, Rute Dal; Pinheiro, Eliana Scarcelli; Nassar, Alessandra Figueiredo de Castro.
Arq. Inst. Biol.; 872020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759920

Resumo

ABSTRACT Food prepared with products derived from animals are involved in most cases of staphylococcal poisoning; therefore, the research of Staphylococcus spp. in Emmental cheese is more applicable. The objective of this study was to identify coagulase-negative Staphylococcus spp. (CNS) in cheese using biochemical and molecular techniques to detect the presence of nine genes responsible for the production of enterotoxins. From 180 samples analyzed, 204 CNS strains were obtained and identified as being 46 (22.6%) S. saprophyticus strains, 27 (13.2%) S. hominis spp. hominis strains, 22 (10.8%) S. sciuri strains, 21 (10.3%) S. xylosus strains, 19 (9.3%) S. epidermidis strains, 19 (9.3%) S. haemolyticus strains, 17 (8.3%) S. lentus strains, 17 (8.3%) S. warneri strains, 11 (5.4%) S. equorum strains and 5 (2.5%) S. cohnni . Using the PCRm protocol, 14 (6.9%) strains with the presence of the genes on the enterotoxin E (SEE)11 (78.6%), J (SEJ) 1 (7%), C (SEC) 1 (7%) and I (SEI) 1 (7%) were detected. Based on the results, the type of package is not interfered of growth and isolated that Staphylococcus spp. in cheese. It was observed that bacteria capacity to produce coagulase cannot be understood as an indicative of enterotoxigenicity; therefore, the CNS should be considered as a target of importance in the epidemiology of staphylococcal intoxications. It can be concluded that CNS need to be included in bacterial foodborne disease research, since the genes responsible for the production of toxins were detected and none of the studied samples presented Staphylococcus spp. counting above the limits allowed by legislation.
RESUMO Os alimentos preparados com produtos de origem animal são os mais envolvidos em casos de intoxicação alimentar estafilocócica; portanto a pesquisa do Staphylococcus spp. em queijos tipo Emmental é relevante. O objetivo foi isolar e identificar espécies de Staphylococcus coagulase negativas (CNS)de queijo Emmental acondicionado em vários tipos de embalagem, por meio de técnicas bacteriológicas e bioquímicas e detectar, por PCR, a presença de nove genes responsáveis pela produção de enterotoxinas. Das 180 amostras, foram isoladas 204 cepas de CNS, que foram identificadas por provas bioquímicas como: 46 (22,6%) S. saprophyticus, 27 (13,2%) S. hominis spp. hominis, 22 (10,8%) S. sciuri, 21 (10,3%) S. xylosus, 19 (9,3%) S. epidermidis , 19 (9,3%) S. haemolyticus , 17 (8,3%) S. lentus , 17 (8,3%) S. warneri , 11(5,4%) S. equorum e 5 (2,5%) S. cohnii . Na PCR multiplex, em 14 (6,9%) isolados foi detectada a presença dos genes para enterotoxina E (SEE), em 11 (78,6%) J (SEJ), em 1 (7%) C (SEC) e em 1 (7%) I (SEI). Com base nos resultados, o tipo de embalagem não interferiu na multiplicação dos Staphylococcus spp. isolados dos queijos. Neste estudo, verificou-se que a capacidade para a produção de coagulase pela bactéria não pode ser concebida como indicativa de enterotoxigenicidade, portanto devem-se considerar os CNS como objeto de importância na epidemiologia das intoxicações estafilocócicas, fazendo-se necessária a atenção com relação à pesquisa dos CNS nos alimentos, uma vez que foram detectados genes responsáveis pela produção de toxinas, e nenhuma das amostras apresentou contagem para Staphylococcus spp. acima do limite permitido pela legislação.
Biblioteca responsável: BR68.1