Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Molecular diagnosis of the curly lettuce parasitic contamination from hydroponic cultivation from supermarkets

Pinto-Ferreira, Fernanda; Reis, Jonatan Batista; Paschoal, Aline Ticiani Pereira; Balbino, Letícia Santos; Bertão-Santos, Amanda; Lucas, Juliana Izidoro; Kakimori, Monica Tieme Aline; Navarro, Italmar Teodorico; Mitsuka-Breganó, Regina.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759984

Resumo

Abstract The consumption of vegetables has increased in recent years due to the search for a healthier diet that is rich in fiber and has fewer calories. To assess the parasitic contamination of lettuce sold in markets, a survey of parasites was carried out from a supermarket chain in the city of Londrina, Paraná. A total of thirty samples of lettuce were purchased in the ten markets visited, three in each, of which ten were conventionally cultivated, ten were hydroponically cultivated, and ten were organically cultivated. All samples were analyzed using the sedimentation methods of Hoffman, Pons and Janer and the fluctuation method of Faust and colleagues and Willis with adaptations. In addition, the samples were subjected to DNA extraction by a commercial kit and polymerase chain reaction to detect Toxoplasma gondii, Cryptosporidium spp. and Giardia spp., which are protozoa that cause food and waterborne parasitic outbreaks. All samples were negative for sedimentation and flotation techniques. One of the hydroponically cultivated samples was positive for T. gondii. The results demonstrate the risk of curly lettuce contamination from hydroponic cultivation and the need for proper cleaning of these foods before consumption.
Resumo O consumo de vegetais aumentou nos últimos anos devido à busca de uma dieta mais saudável, rica em fibras e com menos calorias. Para avaliar a contaminação parasitária de alface vendida nos mercados, foi realizado um levantamento de parasitas em vegetais folhosos de uma cadeia de supermercados da cidade de Londrina, Paraná. Um total de 30 amostras foram compradas nos dez mercados visitados, três em cada, dos quais dez foram convencionalmente cultivados, dez cultivados hidroponicamente e dez foram cultivados organicamente. Todas as amostras foram analisadas, usando-se os métodos de sedimentação de Hoffman, Pons e Janer e o método de flutuação de Faust e colaboradores e Willis com adaptações. Além disso, as amostras foram submetidas à extração de DNA por um kit comercial e reação em cadeia da polimerase (PCR) para detectar Toxoplasma gondii, Cryptosporidium spp. e Giardia spp., que são protozoários causadores de surtos transmitidos pela água e alimentos. Todas as amostras foram negativas para técnicas de sedimentação e flutuação. Uma das amostras cultivadas hidroponicamente foi positiva para T. gondii. Os resultados demonstram o risco de contaminação por alface crespa do cultivo hidropônico e a necessidade de limpeza adequada desses alimentos antes do consumo.
Biblioteca responsável: BR68.1