Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

First serological detection of Borrelia spp. in dogs in western Cuba

Cordeiro, Matheus Dias; Silva, Claudia Bezerra da; Navarrete, Maylin Gonzalez; Roque, Eugênio; Fonseca, Adivaldo Henrique da.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-760128

Resumo

Abstract This study aimed to verify the presence of IgG antibodies against Borrelia burgdorferi sensu lato (s.l) in domestic dogs in western Cuba. Serum samples were analyzed by indirect enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA), using crude antigens of a B. burgdorferi strain of North American origin. To verify the presence of Borrelia spp., deoxyribonucleic acid (DNA) extracted from individual blood samples was analyzed by nested-PCR, with markers targeted for amplification of portions of the flagellin B gene (flaB) present in Borrelia spirochetes. Ticks were also collected through inspection of the animals. Sera from 93 of 176 (52.84%) dogs were reactive to the indirect ELISA. Geographic prevalence varied from 54.35% (25/46) in Boyeros, 44.44% (20/45) in Cotorro, 66.67% (22/33) in Habana del Este, and 50% (26/52) in San José de las Lajas. There was no statistical difference between these tested variables. No blood samples analyzed were positive for the Borrelia flaB gene.
Resumo Este estudo teve como objetivo confirmar a presença de anticorpos IgG contra Borrelia burgdorferi sensu lato (s.l) em cães na região oeste de Cuba. As amostras de soro foram analisadas por ensaio de imunoabsorção enzimática (ELISA) indireto, usando-se antígenos brutos de uma cepa de B. burgdorferi de origem norte-americana. Para confirmar a presença de Borrelia spp., o ácido desoxirribonucleico (DNA), extraído de amostras individuais de sangue, foi analisado por PCR, utilizando-se marcadores direcionados para a amplificação de porções do gene da flagelina B (flaB) presente nas espiroquetas de Borrelia. Os carrapatos também foram coletados através da inspeção dos animais. Os soros de 93 de 176 (52,84%) cães foram reativos ao ELISA indireto. A prevalência geográfica variou de 54,35% (25/46) em Boyeros, 44,44% (20/45) em Cotorro, 66,67% (22/33) em Habana del Este e 50% (26/52) em San José de las Lajas. Não houve diferença estatística entre essas variáveis testadas. Nenhuma amostra de sangue analisada foi positiva para o gene Borrelia flaB.
Biblioteca responsável: BR68.1