Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Assessment of interspecific interactions between the invasive red-claw crayfish (Cherax quadricarinatus) and the Mozambique tilapia (Oreochromis mossambicus)

Chivambo, S.; Mussagy, A.; Barki, A..
Braz. J. Biol.; 80(4)2020.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-760149

Resumo

Abstract The Australian red-claw crayfish, Cherax quadricarinatus, has been introduced for aquaculture purposes worldwide and consequently colonized natural environments, where it might cause ecosystem services losses or adversely affect native species and the local environment. This species was first found in Pequenos Libombos Reservoir in Maputo Province, Southern Mozambique in the late 2009 and is linked to reduction in tilapia fisheries. This study, conducted in 2015 under controlled conditions, aimed to assess the interspecific relationships between the Mozambique tilapia (Oreochromis mossambicus) and the alien crayfish. For both species, no significant differences in growth and survival rates were found between animals reared in the presence versus the absence of heterospecifics, indicating no direct deleterious interspecific effects. Behavioural observations revealed that fish and crayfish competed for shelter and food. Both species reduced the foraging in the presence of heterospecifics during feeding period, in the daytime. Crayfish seemed to have an advantage in competition for shelter, suggesting that they may interfere with tilapia sheltering activity and make tilapia vulnerable to predators in natural habitats.
Resumo O lagostim australiano, Cherax quadricarinatus, tem sido introduzido para fins de aquicultura em todo o mundo e, consequentemente, colonizado ambientes naturais, onde pode coexistir com a biota local sem causar perdas nos serviços dos ecossistemas ou afetar negativamente as espécies nativas e o meio ambiente local. Esta espécie foi encontrada pela primeira vez na Albufeira dos Pequenos Libombos, na Província de Maputo, sul de Moçambique, no final de 2009 e foi relacionada à redução da pesca de tilápias registrada na mesma localidade. Este estudo, conduzido em 2015 sob condições controladas, teve como objetivo avaliar as relações interespecíficas entre a tilápia de Moçambique (Oreochromis mossambicus) e o lagostim invasor (C. quadricarinatus). Para ambas espécies, não foram encontradas diferenças significativas nas taxas de crescimento e sobrevivência entre animais criados na presença versus ausência de heteroespecíficos, indicando ausência de efeitos deletérios interespecíficos diretos. Observações comportamentais revelaram que peixes e lagostins competiam por abrigo e comida. Ambas espécies reduziram o forrageamento na presença de heteroespecíficos durante o período de alimentação, no período diurno. O lagostim parece ter uma vantagem na competição por abrigos, sugerindo que, em habitats naturais eles podem provocar o deslocamento de tilápias de seus abrigos, e deste modo tornar as tilápias vulneráveis aos predadores.
Biblioteca responsável: BR68.1