Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Changes in population characteristics of Mytella falcata (D'ORBIGNY, 1846) beds, an exploited tropical estuarine mussel / Mudanças em características populacionais em bancos de Mytella falcata (D'ORBIGNY, 1846): um mexilhão tropical estuarino explorado

SANTOS, Helane Súzia Silva dos; BEASLEY, Colin Robert; TAGLIARO, Claudia Helena.
B. Inst. Pesca; 36(2)2010.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-761254

Resumo

Mytella falcata is a heavily exploited mussel from Brazilian mangrove estuaries. Population density, spatial dispersion, shell length, dry weight and biomass of mussels were estimated from two exploited beds and one unexploited bed. In the latter, mussels were smaller due to lower tidal inundation frequency and thus had little economic value. Mussels were continuously harvested from exploited beds until almost all individuals were removed and mussel spatial dispersion changed from aggregated to random as harvesting proceeded. Exploitation does not appear to be strongly size-selective as mean shell size and dry weight either remained high or increased during the harvesting season. In the unexploited bed, spatial dispersion remained aggregated but density decreased during the wet season, perhaps as a result of low salinity. The population characteristics studied are simple but potentially important indicators of overexploitation for use in mussel bed management.
Mytella falcata é um molusco intensamente explorado nos estuários de manguezais brasileiros. Densidade da população, dispersão espacial, comprimento da concha, peso seco e biomassa foram estimados em dois bancos explorados e em um banco inexplorado. Neste último, os moluscos apresentaram tamanho menor devido à baixa frequência em que eram inundados pela maré e, assim, apresentaram pouco valor econômico. Nos bancos explorados, a dispersão espacial mudou de agregada para aleatória. A exploração não parece ser um fator fortemente seletivo para o tamanho dos moluscos, já que valores médios do comprimento da concha e do peso seco ou permaneceram altos ou aumentaram durante o período de exploração. No banco não explorado, a dispersão espacial permaneceu agregada e a densidade diminuiu durante a estação chuvosa provavelmente devido à diminuição da salinidade. As características populacionais estudadas são simples, mas potencialmente importantes indicadores de superexploração para uso no manejo sustentável de bancos de mexilhões.
Biblioteca responsável: BR68.1