Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Zooplankton community in fish farming / Comunidades zooplanctônicas em sistemas de criação de peixes

LOUREIRO, Bruna Roque; COSTA, Simone Maciel; MACEDO, Carla Fernandes; HUSZAR, Vera Lucia de Moraes; BRANCO, Christina Wyss Castelo.
B. Inst. Pesca; 37(1): 47-60, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-761475

Resumo

The aim of this study was to evaluate the richness and the abundance and biomass of the zooplankton community of different fish farming systems in the Rio de Janeiro state. In the first stage of the study, 30 fish ponds were analyzed and ten of these were selected for the second stage. The total number of taxa found in the samples was 127: 71 rotifers, 13 cladocerans, seven copepods and 26 protozoans. About the abundance, rotifers predominated in the mostly systems and, in the second stage, the copepods showed higher abundance. Although the rotifers have highlighted the richness and abundance, biomass values were in the majority of low carbon systems (µg C L-1) compared to biomass values presented by cladocerans and copepods in the entire study. The species Brachionus calyciflorus and Moina micrura were associated with higher nitrogenous compounds concentration, and were suggested as indicators of eutrophication of these studied systems.
O objetivo desse estudo foi avaliar a riqueza, abundância e biomassa da comunidade zooplanctônica em sistemas de criação de peixes em diversos municípios do Estado do Rio de Janeiro. As amostragens foram realizadas dentro dos viveiros de criação, sendo que, em uma primeira etapa, 30 sistemas foram analisados e, dentre estes, dez sistemas foram selecionados para uma segunda etapa de estudo. O número total de táxons encontrados nas amostras foi de 127, sendo 71 rotíferos, 13 cladóceros, sete copépodes e 26 protozoários. Os rotíferos foram predominantes na densidade total na maioria dos sistemas na primeira amostragem, e os copépodes, na segunda. Apesar de os rotíferos terem destaque na riqueza e abundância, nos valores de biomassa apresentaram na maioria dos sistemas baixos valores de carbono (µg C L-1) quando comparados aos valores de biomassa apresentados pelos cladóceros e copépodes, em todo o estudo. As espécies Brachionus calyciflorus e Moina micrura foram associadas a maiores concentrações de compostos nitrogenados, sendo sugeridas como indicadoras de eutrofização dos sistemas estudados.
Biblioteca responsável: BR68.1