Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Pathological and immunohistochemical findings of a case of canine chagasic myocarditis in the state of Mato Grosso / Aspectos patológicos e imuno-histoquímico de um caso de miocardite chagásica canina no estado de Mato Grosso

Pimentel, Luciano da Anunciação; Igarashi, Michelle; Gomes, Ana Helena Benetti; Muraro, Livia Saab; Santos, Marcelo Diniz; Coelho, Janice Mery Chicarino de Oliveira; Camargo, Lázaro Manoel de; Ferreira, Luiz Claudia.
Semina Ci. agr.; 37(1): 263-268, 2016.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-762433

Resumo

Dogs are as considered important reservoirs of trypanosomiasis and play a vital role in maintaining the interaction between the domestic and wild cycles of this disease. This paper reports the clinical and pathological findings of a case of Chagas disease myocarditis in a dog from an urban area in Brazil. During clinical examination, the animal showed apathy, weakness and pale ocular mucous and died shortly after. Necropsy revealed ascites, hydrothorax and hydropericardium. The heart was remarkably globoid with scattered multifocal pale in the epicardium and ventricular miocardium and dilated chambers. Histological analysis revealed non-suppurative myocarditis and cardiomyocyte necrosis. The sarcoplasms of cardiomyocytes were frequently infiltrated by T. cruzi pseudocysts filled with amastigotes. The myocardium immunostained positive for anti-T. cruzi antibody. The presence of Chagas disease in a dog from an urban area increases the risk of disease transmission to man, which renders this diagnosis a matter of significant public health concern.
Os cães são considerados importantes reservatórios de tripanosomose e têm um relevante papel na manutenção e interação entre o ciclo doméstico e silvestre desta doença. Neste trabalho é descrito as alterações clínicas e anatomopatológicas de miocardite chagásica em um cão, domiciliado em área urbana, no Brasil. Durante o exame clínico o animal apresentava apatia, debilidade e mucosas oculares pálidas, com rápida evolução para o óbito. Na necropsia foram observados ascite, hidrotórax e hidropericárdio. O coração estava globoso com áreas multifocais pálidas no epicárdio e miocárdio ventricular e ao corte observou-se dilatação das câmaras átrio-ventriculares. Histologicamente, no coração havia miocardite não supurativa e necrose de cardiomiócitos. Frequentemente, infiltrando o sarcoplasma de cardiomiócitos, haviam pseudocistos de T. cruzi contendo múltiplas amastigotas. No exame de imuno-histoquímica, do miocárdio, houve imunomarcação positiva para o anticorpo anti-T. cruzi. A ocorrência da doença de Chagas em um canino domiciliado em área urbanizada eleva os riscos de transmissão da doença para o homem, o que consequentemente torna este diagnóstico uma nota de importância em saúde pública e de diferencial para outras patologias caninas.
Biblioteca responsável: BR68.1