Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Evaluation of resistance of the Nile tilapia (Oreochromis niloticus) skin in longitudinal, transversal and diagonal position after tanning with chromium salts and retanning with different tanning substances - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i3.54 / Avaliação da resistência da pele de tilápia do Nilo (Oreochrmis niloticus) nos sentidos longitudinal, transversal e diagonal, depois de submetida ao curtimento com sais de cromo e recurtimento com agentes - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i3.54

Souza, Maria Luiza Rodrigues de; Aguilar Valdez, Maria del Carmen; Hoch, Amanda Lilian Vieira; Oliveira, Karla Fabrícia de; Matos, Inácio Rigolon; Camin, Antonio Manoel.
Acta sci., Anim. sci; 28(3): 361-367, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-762847

Resumo

The objective of this experiment was to evaluate the resistance of the Nile tilapia (Oreochromis niloticus) skin in longitudinal, transversal and diagonal sections after tanning with chromium salts and re-tanning with different tanning substances. Skins were distributed in a totally randomized design, 3 by 3, with three re-tanning techniques (T1 = with 4% chromium salts; T2 = 6% vegetal tannins; T3 = with 6% synthetic tannins) coupled with three removal positions (P1 = longitudinal position; P2 = transversal position and P3 = diagonal position), with 6 replications per treatment in triplicate. Hide was considered the experimental unit. The EMIC dynamometer was used for traction, lengthening and progressive tearing resistance. Hide thickness ranged from 1.00 to 1.20 mm with no difference in re-tanning techniques. Although no significant difference in traction existed with regard to re-tanning techniques, there was a higher significant difference with regard to transversal position removal of proofs (11.92 N/mm2). Re-tanning technique and position did not affect progressive tearing, which ranged from 24.47 to 29.12 N/mm. Hide in the transversal position had greater elongation of technique, albeit no difference occurred in T2 technique for longitudinal position. Greater resistance to traction and elongation occurred in re-tanned hide with chromium salts, while re-tanning and posit
O objetivo do trabalho foi avaliar a resistência da pele da Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) no sentido longitudinal, transversal e diagonal, depois de curtida com sais de cromo e recurtida por diferentes técnicas de recurtimento. As peles foram distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, em fatorial 3x3, sendo 3 técnicas de recurtimento (T1 = com 4% de sais de cromo; T2 = 6% com taninos vegetais e T3 = com 6% de taninos sintéticos) e 3 posições de retirada dos corpos-de-prova (P1 = longitudinal; P2 = transversal e P3 = diagonal), com 6 repetições por tratamento, em triplicata. O couro foi considerado a unidade experimental. Para os testes de determinação da resistência à tração, ao alongamento e ao rasgamento progressivo, foi utilizado o dinamômetro EMIC. A espessura dos couros variou de 1,00 a 1,20 mm, não diferindo entre as técnicas de recurtimento. Não houve diferença significativa para tração quanto às técnicas de recurtimento, porém, quanto à posição de retirada dos corpos-de-prova, foi significativamente maior para transversal (11,92 N/mm2). A técnica de recurtimento e a posição não influenciaram no rasgamento progressivo (variou de 24,47 a 29,12 N/mm). O couro na posição transversal apresentou maior alongamento independentemente da técnica aplicada, não diferindo apenas na técnica T2 para a posição longitudinal. A pele recurtida com sais de cromo e no
Biblioteca responsável: BR68.1