Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Hypoplasia of ribs associated with cleft palate, cleft lip, and unilateral renal agenesis in a neonate dog of undefined breed / Hipoplasia de costelas associada a fenda palatina, lábio leporino e agenesia renal unilateral em cão neonato sem raça definida

Pereira, Keylla Helena Nobre Pacifico; Burini, Caio Henrique Paganini; Oliveira, Elton Luís Ritir; Canuto, Lucas Emanuel Ferreira; Correia, Luiz Eduardo Cruz dos Santos; Lopes, Maria Denise; Rocha, Noeme Sousa; Chiacchio, Simone Biagio; Lourenço, Maria Lucia Gomes.
Semina Ci. agr.; 40(1): 497-502, 2019.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-763036

Resumo

Congenital defects can cause changes in the normal function or morphology of organs, thus contributing to neonatal mortality. Malformations in dogs occur as a result of genetic factors or by the action of teratogenic agents during pregnancy. Genetic defects can be inherited from one or both parents. These defects are more common in purebred puppies or can even be the result of consanguinity. Teratogenic agents, such as toxins, drugs, infectious diseases, mechanical influences, and irradiation, may affect the litters during gestational development. Hypoplasia of ribs has been described in human newborns. It is a rare and lethal malformation of autosomal recessive inheritance that prevents thoracic expansion and reduces pulmonary compliance, causing respiratory failure. A pregnant bitch of undefined breed was submitted to caesarean section. At birth, a neonate exhibited respiratory distress, and the palpation of the thorax indicated absence of ribs. In addition, the newborn had cleft palate and cleft lip, which led to perform the euthanasia of the animal. Post-mortem examination indicated hypoplasia of ribs and unilateral renal agenesis. As in the canine neonate, hypoplasia of ribs in human newborns is also associated with other malformations, such as cleft lip, cleft palate, and urogenital defects. The present report describes the first case of hypoplasia of ribs associated with
Os defeitos congênitos podem causar alterações na função ou na morfologia normal de órgãos, contribuindo para a mortalidade neonatal canina. As malformações em cães podem ocorrer devido a fatores genéticos ou por ação de agentes teratogênicos durante a gestação. Os defeitos genéticos podem ser herdados de um ou ambos os pais, sendo mais comum em filhotes de raça pura, ou ainda ocorrerem por consaguinidade. Já os agentes teratogênicos como toxinas, fármacos, doenças infecciosas, influências mecânicas e irradiação, podem afetar a ninhada durante o desenvolvimento gestacional. A hipoplasia de costelas é relatada em recém-nascidos humanos, é uma malformação rara e letal de herança autossômica recessiva que impede a expansão torácica e reduz a complacência pulmonar, causando insuficiência respiratória. Uma cadela prenhe sem raça definida foi submetida à cesariana, ao nascimento um neonato apresentou sofrimento respiratório, à palpação do tórax presumiu-se ausência de costelas, o recém-nascido apresentava ainda fenda palatina e lábio leporino, e optou-se pela eutanásia do animal. No exame post-mortem foi diagnosticado hipoplasia de costelas e agenesia renal unilateral. Assim como encontrado no neonato canino, em recém-nascidos humanos a hipoplasia de costelas também está associada com outras malformações, como fenda labial e do pa
Biblioteca responsável: BR68.1