Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Coristoma colagenoso em pedúnculo cerebelar de um bovino Nelore / Collagenous choristoma at the cerebellar peduncle of a Nelore bull

Bianchi, Matheus Viezzer; Boos, Gisele Silva; Mello, Lauren Santos de; Castro, Neusa Barbosa; Sonne, Luciana; Pavarini, Saulo Petinatti; Driemeier, David.
Semina Ci. agr.; 36(3): 2037-2040, 2015.
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-763054

Resumo

Coristomas são tecidos normais maduros e posições anatômicas anormais. Relatos em animais domésticos são incomuns a raros, restringindo-se geralmente à espécie bovina, com proliferação de diferentes tecidos em várias localizações, como tecido subcutâneo, cavidade torácica, região retroperitoneal e ocular. Não há uma faixa etária predominantemente afetada, porém há mais relatos em bovinos jovens. O Laboratório de Patologia Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul recebeu uma amostra de tronco encefálico de um bovino Nelore, macho, cinco anos de idade, vinculado ao projeto de Complementação de Métodos Diagnósticos de Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EETs). O animal apresentava-se no momento do abate em decúbito; estava alerta, com uma fratura completa no fêmur direito e sem sinais neurológicos. No exame macroscópico, observou-se uma massa branca oval, firme, localizada caudalmente ao colículo caudal esquerdo, sobre o pedúnculo cerebelar esquerdo. No exame microscópico, observou-se uma área bem delimitada, não encapsulada, composta predominantemente por fibras de tecido conjuntivo fibroso (colágeno). O exame imuno-histoquímico para proteína ácida fibrilar glial foi negativo. Devido às características macroscópicas e microscópicas, o diagnóstico de coristoma colagenoso foi estabelecido, visto que a presença
 Choristomas are mature normal tissues in abnormal anatomical positions. Reports in domestic animals are uncommon to rare, usually restricted to cattle, with the proliferation of different tissues in various locations, such as subcutaneous tissue, thoracic cavity, retroperitoneal and ocular regions. No age range is predominantly affected, but there are more reports in young cattle. The Laboratory of Veterinary Pathology at the Universidade Federal do Rio Grande do Sul received a brainstem sample of a bull, Nelore breed, 5 years old, from the project of Supplementary Diagnostic Methods of Transmissible Spongiform Encephalopathies (TSEs). The animal presented recumbency at the time of slaughter; was alert, with a complete fracture to the right femur and without neurological signs. On gross examination, there was a white oval firm mass, located caudally to the left caudal colliculus, on the left cerebellar peduncle. In the microscopic examination, there was a well-demarcated area, unencapsulated and composed predominantly of connective tissue fibers (collagen). Immunohistochemical examination for glial fibrillary acidic protein was negative. Due to the gross and microscopic characteristics, a diagnosis of collagenous choristoma at the cerebellar peduncle was established, since the presence of collagen within the brain tissue itself is abnormal.   
Biblioteca responsável: BR68.1