Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Steers performances in grazing submitted by two supplementation intervals during dry season - DOI: 10.4025/actascianimsci.v31i4.5918 / Desempenho de bovinos em pastejo submetidos a duas frequências de suplementação no período da seca - DOI: 10.4025/actascianimsci.v31i4.5918

Canesin, Roberta Carrilho; Berchielli, Telma Teresinha; Reis, Ricardo Andrade; Bald Rey, Fernando Sebastián; Resende, Kleber Tomás; Teixeira, Izabelle Auxiliadora Molina Almeida.
Acta sci., Anim. sci; 31(4): 417-423, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-764459

Resumo

This work was carried out to evaluate different frequencies of supplementation during the dry season. Forty-eight Nellore steers with 320 kg of initial live weight were fed with Brachiaria brizantha cv. Marandu pasture on a continuous stocking rate. The animals were submitted to following treatments: daily supplementation and supplementation three times a week. The animals in both treatments received 7 kg of supplementation animal-1 weekly, and were weighted at 28-day intervals. The data were analyzed by the MIXED procedure in SAS (2004), with measurements repeated over time. The study observed average forage allowance of 4.2 tons of DM ha-1, with 3.5% CP, 82.24% NDF and 64.97% ADF. There was no difference (p < 0.01) among daily weight gains of animals who received daily supplementation and those received supplementation three times a week (0.23 and 0.13 kg day-1, respectively). Therefore, the supplementation intervals did not influence steer performance during the dry season.
Com o objetivo de avaliar diferentes frequências de suplementação no período da seca foram utilizados 48 bovinos da raça Nelore com peso médio inicial de 320 kg, em pastagem de Brachiaria brizantha cv. Marandu, submetidos aos tratamentos: suplementação diária e suplementação três vezes por semana, a fim de avaliar o ganho médio diário de peso corporal dos animais nesse período. Os animais de ambos os tratamentos receberam, semanalmente 7,0 kg de suplemento animal-1 e foram pesados em intervalos de 28 dias. Os dados foram analisados pelo procedimento MIXED do SAS (2004) com medidas repetidas no tempo. Observou-se oferta de forragem média de 4,2 toneladas de MS ha-1, com teores médios de 3,5% de PB, 82,24% de FDN e 64,97% de FDA na forragem. Não foi observada diferença (p > 0,01) nos ganhos de peso médio diário entre os animais que receberam o suplemento diariamente (0,23 kg dia-1) e aqueles que receberam três vezes por semana (0,13 kg dia-1). Portanto, as frequências de suplementação não influenciaram no ganho diário de peso corporal dos animais no período da seca.
Biblioteca responsável: BR68.1