Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Influência das estações seca e chuvosa na capacidade de desenvolvimento de oócitos e produção in vitro de embriões da espécie caprina / Influence of dry and rainy seasons on oocyte maturation and in vitro embryo production in goats

Chaves, Ricardo de Macêdo; Santos Junior, Edivaldo Rosas dos; Neves, Jairo Pereira; Moura, Marcelo Tigre; Silva, José Carlos Ferreira da; Lima, Paulo Fernandes de; Oliveira, Marcos Antônio Lemos de.
Ci. Anim. bras.; 14(1): 135-142, jan.-mar. 2013. tab, graf
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-764795

Resumo

Objetivou-se com este estudo determinar a influência das estações seca e chuvosa na maturação de oócitos e produção in vitro (PIV) de embriões na espécie caprina. Os ovários das cabras nas estações seca (outubro a março) e chuvosa (abril a setembro) foram colhidos em abatedouro e transportados ao Laboratório de Biotécnicas da Reprodução da UFRPE. Os complexos cumulus oophorus (CCOs) foram colhidos pela técnica de "slicing" dos folículos entre 2 a 6 mm de diâmetro e selecionados com base na classificação morfológica. Foram realizadas 12 repetições, nas quais os CCOs foram submetidos à maturação, fertilização e cultivo in vitro dos embriões. A média e desvio padrão da taxa de clivagem foi determinada no dia 3 (D-3) e dos embriões que se desenvolveram aos estádios de 8-16 células, mórula e blastocisto foi determinada nos dias 4 (D-4), 5 (D-5) e 8 (D-8) após a fecundação, respectivamente. A quantidade de blastômeros foi determinada com o corante DAPI e os blastômeros positivos para apoptose por meio do teste de TUNEL. A produção de embriões no D-3 e mórulas foram inferiores ao obtido no período chuvoso (P < 0,05). Não apresentaram diferenças (P > 0,05) quanto às fases de maturação, fertilização, cultivo no D-4 e blastocisto. Os embriões produzidos na estação seca apresentaram maior incidência de apoptose (P < 0,05). Nas condições descritas neste estudo, os resultados permitem concluir que as fases iniciais do desenvolvimento embrionário sofrem maior impacto negativo durante a estação seca em protocolos de PIV na espécie caprina.(AU)
This study aimed to determine the influence of dry and rainy seasons on oocyte maturation and in vitro production (IVP) of embryos in goats. The ovaries of does in dry (October to March) and rainy season (April-September) were collected at a slaughterhouse and transported to the Laboratory of Biotechnical Reproduction of UFRPE. The cumulus oophorus complexes (COCs) were collected by the technique of slicing of the follicles from 2 to 6 mm in diameter, and selected based on morphologic classification. We used 12 replicates, in which the COCs were submitted to maturation, fertilization and in vitro culture. The cleavage rate was determined on day 3 (D-3) and embryos that developed to 8-16 cells (D-4), morulae (D-5) and blastocyst (D-8) stages after fertilization. The number of blastomeres was assessed with DAPI staining, and the determination of apoptotic blastomeres was performed by TUNEL assay. In the dry season, D-3 embryos and morulae development was lower than that obtained in the rainy season (P<0.05). However, no differences (P>0.05) were observed on oocyte maturation, fertilization, D-4 embryo yield and blastocyst development. Embryos produced during the dry season had a higher incidence of apoptosis on D- 3 and at the morulae stage (P<0.05). Under the conditions described in this study, the results suggest that the early stages of embryonic development suffer greater negative impact during the dry season in IVP protocols in goats.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1