Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

SAKAMOTO, C. A. M.; BRESCIANI, K. D. S.; SERRANO, A. C. M.; LIMA, V. M. F.; MACHADO, G. F.; KANAMURA, C. T.; COSTA, A. J..
Ars vet; 23(3): 125-128, 2007.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-765110

Resumo

Um cão macho, sem raça definida, adulto, procedente de Córrego Rico, distrito do município de Jaboticabal, SP, apresentava apatia, desidratação, hiporexia e fezes de consistência pastosa. Constataram-se, pelo exame físico, lesões alopécicas e descamação de pele generalizada, linfoadenopatia, onicogrifose e pêlos ressecados. Os exames coproparasitológicos e de raspado cutâneo foram negativos. O Ensaio Imunoenzimático (ELISA) empregando-se como antígeno formas promastigotas de Leishmania (L.) chagasi apresentou resultado positivo para a presença de anticorpos contra Leishmania spp. No exame citológico de linfonodos poplíteos não foram evidenciadas formas amastigotas de Leishmania spp., porém foi observada reação inflamatória sugestiva dessa doença. Pela análise imunohistoquímica de linfonodos e fígado, foi notada a imunomarcação positiva para formas evolutivas de amastigotas de Leishmania spp. A doença na população humana está associada a condições sócio-econômicas e culturais deficientes, como as observadas nos bairros periféricos. Este relato, o primeiro no município, aponta para a necessidade da execução de inquéritos epidemiológicos com o intuito de se investigar a importância da infecção por Leishmania spp. em animais deste município. PALAVRAS-CHAVE: Leishmaniose visceral. Cão. Primeiro caso. Jaboticabal.
Biblioteca responsável: BR68.1