Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Proliferation and cell death in an experimental model of brain tissue heterotopia in the lung / Proliferação e morte celular na heterotopia encefálica experimental

Quemelo, Paulo Roberto Veiga; Peres, Luiz Cesar.
Acta cir. bras.; 25(4): 328-331, July-Aug. 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-7652

Resumo

PURPOSE: To investigate the proliferation and neuronal death in brain tissue heterotopia in the lung in an experimental model during both fetal and neonatal periods. METHODS: Twenty four pregnant female Swiss mice were used to induce brain tissue heterotopia on the 15th gestational day. Briefly, the brain of one fetus of each dam was extracted, disaggregated and injected into the right hemithorax of siblings. Six of these fetuses with pulmonary brain tissue implantation (PBI) were collected on the 18th gestational day (group E18) and six other on the 8th postnatal day (group P8). Immunohistochemical staining for PCNA and Bcl2 were used to assess proliferation and cell death. RESULTS: PCNA Labelling Index (LI) in heterotopic brain tissue was greater in fetal than postnatal period (E18 > P8) (p<0.05) and the immunostaining with Bcl2 antibody did not show difference. CONCLUSION: Cell proliferation is maintained in brain tissue heterotopia, although apoptosis is also observed.(AU)
OBJETIVO: Investigar a proliferação e morte neuronal na heterotopia encefálica pulmonar em modelo experimental durante o período fetal e neonatal. MÉTODOS: Foram utilizados 24 camundongos Swiss fêmeas prenhes para induzir a heterotopia encefálica no pulmão. O tecido encefálico de um feto de cada fêmea prenha foi removido, picotado e injetado no pulmão dos irmãos. Seis fetos com Implantação Encefálica Pulmonar (IEP) foram coletados no 18º dia gestacional (grupo E18) e seis outros fetos no 8º dia pós-natal (grupo P8). Foi realizada a reação Imuno-histoquímica para PCNA e Bcl2 para analisar a proliferação e morte celular. RESULTADOS: O índice de marcação (IM) para PCNA era maior no período fetal quando comparado com o período pós-natal (E8 > P18) (p<0,05) e a imunomarcação para o anticorpo Bcl2 não apresentou diferença. CONCLUSÃO: A proliferação celular foi mantida no tecido heterotópico encefálico, embora a apoptose também foi observada.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1