Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Scientific and technical knowledge of sugarcane cover-management USLE/RUSLE factor

Rocha, Gustavo Casoni da; Sparovek, Gerd.
Sci. agric.; 78(supl. 1): e20200234, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-765609

Resumo

A cana-de-açúcar cobre 10,6 Mha de terras agrícolas brasileiras (13% de todas as terras cultivadas), principalmente na região centro-sul. Em condições de clima tropical, as características fisiológicas da cana-de-açúcar permitem uma ampla gama de sistemas de manejo com resultados contrastantes de erosão do solo. Os modelos podem avaliar essas diferenças e os modelos baseados na Equação Universal de Perda de Solo (USLE) são os mais usados. O fator de manejo de cobertura (Fator C) é a variável de entrada USLE que representa as mudanças na cobertura e manejo do solo. Coletamos, comparamos e avaliamos os valores do Fator C da cana-de-açúcar relatados na literatura técnica e científica para auxiliar modeladores e cientistas do solo na escolha adequada desses valores. Analisamos referências que relatam valores primários do Fator C e fontes que aplicaram esses valores ou os descreveram. Encontramos 50 referências, mostrando uma ampla variação de valor que varia de 0,0012 a 0,5800. Treze referências foram fontes primárias. Encontramos sete fontes primárias para as condições de cultivo da cana-de-açúcar no Brasil, mas apenas dois artigos foram revisados ​​por pares. Os modeladores do Fator C da cana-de-açúcar frequentemente utilizam valores de C baseados em uma compreensão e descrição precárias da origem metodológica e geográfica desses valores e fora do contexto dos sistemas de manejo de cultivo específicos de aplicação. Portanto, os resultados podem não ser compatíveis com as condições do local do estudo. As fontes primárias carecem de clareza na descrição das condições ambientais e de manejo específicas do local em que os Fatores C foram obtidos, dificultando o uso dessas especificidades pelo usuário final. Encontramos sete fontes primárias para as condições de cultivo da cana-de-açúcar no Brasil, mas apenas dois artigos foram revisados ​​por pares. Os modeladores do Fator C da cana-de-açúcar frequentemente utilizam valores de C baseados em uma compreensão e descrição precárias da origem metodológica e geográfica desses valores e fora do contexto dos sistemas de manejo de cultivo específicos de aplicação. Portanto, os resultados podem não ser compatíveis com as condições do local do estudo. As fontes primárias carecem de clareza na descrição das condições ambientais e de manejo específicas do local em que os Fatores C foram obtidos, dificultando o uso dessas especificidades pelo usuário final. Encontramos sete fontes primárias para as condições de cultivo da cana-de-açúcar no Brasil, mas apenas dois artigos foram revisados ​​por pares. Os modeladores do Fator C da cana-de-açúcar frequentemente utilizam valores de C baseados em uma compreensão e descrição precárias da origem metodológica e geográfica desses valores e fora do contexto dos sistemas de manejo de cultivo específicos de aplicação. Portanto, os resultados podem não ser compatíveis com as condições do local do estudo. As fontes primárias carecem de clareza na descrição das condições ambientais e de manejo específicas do local em que os Fatores C foram obtidos, dificultando o uso dessas especificidades pelo usuário final. Os modeladores do Fator C da cana-de-açúcar frequentemente utilizam valores de C baseados em uma compreensão e descrição precárias da origem metodológica e geográfica desses valores e fora do contexto dos sistemas de manejo de cultivo específicos de aplicação. Portanto, os resultados podem não ser compatíveis com as condições do local do estudo. As fontes primárias carecem de clareza na descrição das condições ambientais e de manejo específicas do local em que os Fatores C foram obtidos, dificultando o uso dessas especificidades pelo usuário final. Os modeladores do Fator C da cana-de-açúcar frequentemente utilizam valores de C baseados em uma compreensão e descrição precárias da origem metodológica e geográfica desses valores e fora do contexto dos sistemas de manejo de cultivo específicos de aplicação. Portanto, os resultados podem não ser compatíveis com as condições do local do estudo. As fontes primárias carecem de clareza na descrição das condições ambientais e de manejo específicas do local em que os Fatores C foram obtidos, dificultando o uso dessas especificidades pelo usuário final.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1