Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Caracterização histopatológica e imuno-histoquímica de neoplasmas mesenquimais da genitália em 43 cadelas / Histopathological and immunohistochemical characterization of mesenchymal neoplasms of the genitalia in 43 bitches

Souza, Suyene O. de; Watanabe, Tatiane T. N; Casagrande, Renata A; Wouters, Angelica T. B; Wouters, Flademir; Driemeier, David.
Pesqui. vet. bras; 32(12): 1313-1318, dez. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-7848

Resumo

Os arquivos de biópsia do período de 2000 a 2010 do SPV-UFRGS foram revisados e levantados os casos de neoplasias mesenquimais de genitália (útero, cérvix, vagina e vulva) de cadelas. Realizou-se estudo retrospectivo de 43 casos, incluindo caracterização histológica, coloração tricrômico de Masson (TM) e imuno-histoquímica (IHQ). As principais raças acometidas foram Cocker, Poodle e Pastor Alemão, porém o maior número de casos foi observado em cães sem raça definida (SRD). A idade média dessas cadelas foi de 10,6 anos (variação de 3 a 10 anos). Quanto à localização dos tumores, 44,2% estavam na vagina, 27,9% no útero, 23,3% na vulva e 4,6% na cérvix. Histologicamente, 46,5% eram leiomioma, 41,9% fibroleiomioma, 7,0% fibroma e 4,6% leiomiossarcoma. Na coloração de TM, os fibromas apresentaram todas as células neoplásicas coradas em azul (colágeno), os leiomiomas e os leiomiossarcomas apresentaram menos de 50% de colágeno em meio às células neoplásicas musculares e os fibroleiomiomas mais de 50%. Na IHQ, os fibromas apresentaram marcação positiva para vimentina e negativa para desmina. Todos os leiomiomas eram positivos para vimentina (em mais de 50% células) e para desmina (75% dos casos em mais de 50% das células e 25% em menos de 50%). Em um dos casos de leiomiossarcoma houve imunomarcação para vimentina e ausente para desmina e, no outro, ocorreu o oposto. Os fibroleiomiomas apresentaram marcação para vimentina em 94,4% (em mais de 50% células) e para desmina em 77,8% (64,3% em menos de 50% das células e 35,7% em mais de 50%).(AU)
The biopsies archives from SPV-UFRGS (2000-2010) were retrieved, and cases of mesenchymal neoplasms of genitalia (uterus, cervix, vagina, and vulva) of 43 bitches were revised. Also Masson's trichrome staining (MT) and immunohistochemical characterization were evaluated. The main breeds affected were Cocker, Poodle and German Shepherd, but the greatest number of cases were observed in mixed breed dogs. The average age of the bitches was 10.6 years (3-10 years of age). The anatomical locations of the neoplasms were vagina (44.2%), uterus (27.9%), vulva (23.3%) and cervix (4.6%). Histologically, 46.5% were classified as leiomyoma, 41.9% as fibroleiomyoma, 7.0% as fibroma, and 4.6% as leiomyosarcoma. In MT staining, the fibroma had all neoplastic cells stained blue (collagen), the leiomyomas and leiomyosarcomas had less than 50% of collagen among the muscle neoplastic cells, and the fibroleiomyomas had more than 50% of collagen. Positive immunostaining for vimentin and absence for desmin was observed in fibroma. Leiomyomas were positive for vimentin in more than 50% of the cells, and for desmin (in 75% of the cases in more than 50% of the cells, and in 25% less than 50%). Regarding leiomyossarcomas, one case had immunostaining for vimentin and absence for desmin, and the opposite occurred in the other. Fibroleiomyomas were positive for vimentin in 94.4% (in more than 50% of the cells) and for desmin in 77.8% (64.3% in less than 50% of the cells, and 35.7% in more than 50% of the cells).(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1