Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Comparative study between fibrin glue and platelet rich plasma in dogs skin grafts / Estudo comparativo entre a cola de fibrina e o plasma rico em plaquetas em enxertos cutâneos em cães

Hermeto, Larissa Correa; Rossi, Rafael de; Pádua, Santiago Benites de; Pontes, Elenir Rose Jardim; Santana, Aureo Evangelista.
Acta cir. bras.; 27(11): 789-794, 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-8062

Resumo

PURPOSE: Compare fibrin glue (Tissucol®) and platelet-rich plasma in full-thickness mesh skin grafts in dogs. METHODS: Eighteen dogs were used, divided into two groups: fibrin glue (FG) and platelet-rich plasma (PRP). In all the animals, a full-thickness 3x3 cm mesh skin graft was implanted. In the left limb, the biomaterial was place between the graft and the receptor bed, according to the group, while the right limb served as the control group. All the animals were evaluated clinically every 48 hours until the 14th day, using the variables of exudation, coloration, edema and cosmetic appearance. Three animals were evaluated histologically, on the third, seventh and tenth postoperative days, using the variables of fibroblasts, collagen, granulation tissue, microscopic integration-adherence and acute inflammation. RESULTS: Clinical evaluations showed that the group CF showed better scores for all variables compared to PRP group. On the histological evaluations PRP group had a higher presence of fibroblasts in the seventh and fourteenth days. CONCLUSION: The fibrin glue group was clinically superior to the platelet-rich group when used on full-thickness skin grafts in dogs.(AU)
OBJETIVO: Comparar a cola de fibrina (Tissucol®) e o plasma rico em plaquetas em enxertos cutâneos de espessura completa em malha em cães. MÉTODOS: Foram utilizados 18 cães, distribuídos em dois grupos, cola de fibrina (CF) e plasma rico em plaquetas (PRP). Em todos os animais foi realizado um enxerto cutâneo de 3x3 cm, em malha de espessura completa. No membro esquerdo foi colocado o biomaterial entre o enxerto e o leito receptor, cada qual em seu grupo, o membro direito serviu como grupo controle. Todos os animais foram avaliados clinicamente a cada 48 horas até o décimo quarto dia, através das variáveis: exsudação, coloração, edema e aspecto cosmético; histologicamente em três animais, no terceiro, sétimo e décimo quarto dia de pós-operatório através das variáveis: fibroblastos, colágeno, tecido de granulação, integração-aderência microscópica e inflamação aguda. RESULTADOS: Avaliações clínicas demonstraram que o grupo CF apresentou melhor escores em todas variáveis quando comparado com o grupo PRP. Nas avaliações histológicas o grupo PRP apresentou maior presença de fibroblastos ao sétimo e décimo quarto dia. CONCLUSÃO: A cola de fibrina foi clinicamente superior ao grupo plasma rico em plaquetas quando usados em enxertos cutâneos de espessura completa em cães.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1