Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Is there a relationship between lipids metabolism and splenic surgeries? / Existe relação entre o metabolismo lipídico e as cirurgias esplênicas?

Alberti, Luiz Ronaldo; Veloso, Denny Fabrício Magalhães; Vasconcellos, Leonardo de Souza; Petroianu, Andy.
Acta cir. bras.; 27(11): 751-756, 2012. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-8068

Resumo

PURPOSE: To assess the influence of spleen surgeries (splenectomy, presence of spleen and after conservative surgeries) on lipids metabolism. METHODS: Fifty female Wistar rats of similar weight and age were divided into five groups submitted to the following procedures: Group 1 - control, with an intact spleen; Group 2 - sham operation, Group 3 - total splenectomy; Group 4 - subtotal splenectomy, and Group 5 - total splenectomy complemented with autogenous spleen tissue implants. Four months after the interventions, serum triglycerides, total cholesterol and fractions (VLDL-cholesterol, LDL-cholesterol, HDL-cholesterol) were determined. The results for the four groups were compared by analysis of variance followed by the Tukey-Kramer test, with the level of significance set at p<0.05. RESULTS: There were no differences between groups 1, 2, 4 and 5. In the animals submitted to total splenectomy, total cholesterol (p=0.0151) and LDL-cholesterol fraction concentrations (p<0.0001) were higher, whereas HDL-cholesterol fraction concentrations were lower (p=0.0026) than those detected in the other groups. There was no difference in triglycerides (p=0.1571) or VLDL-cholesterol (p=0.2527) between groups. CONCLUSION: Splenectomy is related to changes in the lipid metabolism that are reverted by autogenous spleen tissue implants.(AU)
OBJETIVO: Avaliar a influência das cirurgias esplênicas (esplenectomia, presença do baço e cirurgias conservadoras) sobre o metabolismo de lipídios. MÉTODOS: Foram utilizados 50 ratos fêmea Wistar de peso e idades semelhantes distribuídas em quatro grupos: Grupo 1 - controle, com baço íntegro; Grupo 2 - laparotomia e laparorrafia, Grupo 3 - esplenectomia total; Grupo 4 - esplenectomia subtotal e Grupo 5 - esplenectomia total complementada por implantes de tecido esplênico autógeno. Após quatro meses, foram dosados os níveis séricos de triglicérides, colesterol total e suas frações VLDL, LDL, HDL. Os resultados dos quatro grupos foram comparados entre si pela análise de variância, seguido pelo teste de Tukey-Kramer, com significância para p<0,05. RESULTADOS: Não houve diferença entre os grupos 1, 2, 3 e 4. Nos animais submetidos à esplenectomia total, as concentrações de colesterol total (p=0,0151) e de sua fração LDL (p<0,0001) foram maiores, enquanto a fração HDL foi menor (p=0,0026) do que as encontradas nos demais grupos. Não houve diferença entre os grupos com relação aos triglicérides (p=0,1571) e VLDL (p=0,2527). CONCLUSÃO: A esplenectomia leva a alterações do metabolismo lipídico que são revertidas pelo implante de tecido esplênico autógeno.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1