Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Condições higiênico-sanitárias de alfaces antes e após tratamento com agente antibacteriano / Sanitary-hygiene conditions of lettuce before and after treatment with anti-bacterial agents

Santos, Thaís Belo Anacleto dos; Balioni, Gislaine Aline; Soares, Maria Magali Stelato Rocha; Ribeiro, Mariângela Cagnoni.
Hig. aliment; 18(121): 85-89, jun. 2004. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-92471

Resumo

Uma das principais preocupações do microbiologista de alimentos está relacionada ao controle do desenvolvimento microbiano, visando a eliminar riscos à saúde do consumidor, bem como prevenir ou retardar o surgimento de alterações indesejáveis nos alimentos. O objetivo deste estudo foi verificar a ação de agente antibacteriano à base de ácido cítrico Antibacterial Produce Cleaner (Procter & Gamble USA), sobre microorganismos presentes em hortaliça crua (alface). Foram analisadas 20 amostras provenientes de feiras livres e supermercados de Campinas e região, sendo estas análises realizadas com e sem tratamento prévio com o agente antibacteriano para a determinação do número mais provável (N.M.P/g) de coliformes fecais. Os resultados obtidos mostraram que 20 por cento das amostras de alfaces que foram tratadas com ácido cítrico apresentaram-se fora dos padrões estabelecidos pela legislação vigente - Resolução n. 12 da ANVISA, Brasil de 02/01/2001. No entanto, 85 por cento das amostras de alfaces que não foram tratadas apresentaram índice de N.M.P/g de coliformes fecais superior ao estabelecido pela legislação, sendo consideradas impróprias para o consumo. Deste modo, concluiu-se que o produto a base de ácido cítrico reduziu potencialmente o crescimento de coliformes fecais (65 por cento), quando comparada às amostras não tratadas com o produto. No entanto, por não ter havido total descontaminação das amostras de alfaces, pode-se considerar que a concentração de ácido cítrico foi baixa ou que existam nas hortaliças, microorganismos resistentes a este agente. Portanto, faz-se necessário uma lavagem prévia cautelosa dos alimentos, a fim de obter um produto final seguro e de boa qualidade, porém, deve-se atentar também para a segurança microbiológica de água a ser utilizada na lavagem.(AU)
One of the most important preocupations of thefood microbiologist is related with the microbian development conirol, aiming to elimina te risks from the consumer'e healih, as well as to prevent ar to delay undesirable changes in foods. The objective of this study, was to verify the action of a bactericidal agent with citric acid "Antibacterial Produce Cleaner" (Procter & Gamble - USA), on microorganisms presents in lettuces cultivated with agrotoxic. For the determination of the most probable number (N.M.P'/g) of fecal coliformes, it was analysed 20 samples of lettuces deriving from fairs and markets of Campinas and region, all them being analysed with and without previous treatment with the bactericidal agent. The results obtained showed that 20% of the samples of lettuces that was treated with citric acid was out of the patterns established by valid legislation - Resolution n° 12 of ANVISA (National Agency of Sanitary Vigilance ), Brazil of 02/02/2001. However, 85% of the samples of lettuces that was not treated, showed a higher number of N.M.P./g of fecal coliformes than the established by the legislation, being considered inappropriates for consuption. This way, was concluded that the citric acid product based potencially reduced the growth of fecal coliformes (65%). (…)(AU)
Biblioteca responsável: BR526.1
Localização: BR68.1