Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação sensorial de café artesanal e industrializado extraídos de diferentes formas / Sensory evaluation of handmade and processed coffee extracted in different ways

Daniel, Thamiris da Rocha; Martins, Eliane Maurício Furtado; Valente, Janaína Aparecida Soares; Trindade, Ana Carolina.
Hig. alim.; 28(236/237): 190-192, set.-out. 2014. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-92566

Resumo

The aim of this study was to evaluate the acceptance of samples of handmade coffee and industrialized coffee extracted in cotton fabric and paper percolator. Two samples of coffee, being a handmade (ART) and an industrialized (IND) were extracted in a percolator paper (ART 1, IND 1) and cotton (ART 2, IND 2) and evaluated by sensory analysis in hedonic scale 9 of points for the flavor, aroma and overall impression. The extracted processed coffee percolator on paper (lND 1) showed the highest mean score of sensory acceptance: 6.38, 6.73, 6.67, for the flavor, aroma and overall impression, respectivel y, differing significantly from ART 2 sample. The second sample of processed coffee filtered in cotton fabric (lND 2) showed a mean score of 6.28, 6.46, 6.64 for the flavor, aroma and overall impression, and the handmade coffee percolator filtered cloth (ART 1)showed 6.10, 6.37, 6.26 for the same attributes, respectively The handmade coffee filter in percolator on paper (ART 2) obtained the lowest average: 5.57, 6.08, 6.04 for the flavor, aroma and overall impression, and these three samples did not differ (p>O,05). Thus, it has been found that different forms of extraction of the beverage can influence the acceptance by the consumer. (AU)
O objetivo deste trabalho foi avaliar a aceitação de amostras de café artesanal e industrializado extraídas em coador de tecido de algodão e de papel. Duas amostras de café, sendo uma artesanal (ART) e uma industrializada (INO) foram extraídas em coador de papel (ART 1, INO 1) e de tecido de algodão (ART 2, INO 2) e avaliadas por análise sensorial em escala hedônica de 9 pontos, para os atributos sabor, aroma e impressão global. O café industrializado extraído em coador de papel (INO 1) apresentou maior escore médio de aceitação sensorial: 6,38; 6,73; 6,67, para os atributos sabor, aroma e impressão global, respectivamente, diferindo significativamente da amostra ART 2. Já a segunda amostra de café industrializado filtrado em tecido de algodão (INO 2) apresentou escore médio de 6,28; 6,46; 6,64 para os atributos sabor, aroma e impressão global, sendo que o café artesanal filtrado em coador de pano (ART 1) apresentou 6,10; 6,37; 6,26 para os mesmos atributos, respectivamente. O café artesanal filtrado em coador de papel (ART 2) obteve as menores médias: 5,57; 6,08; 6,04 para os atributos sabor, aroma e impressão global, sendo que estas três amostras não diferiram entre si (p>0,05). Portanto, as diferentes formas de extração da bebida podem influenciar a aceitação por parte do consumidor. (AU)
Biblioteca responsável: BR526.1
Localização: BR68.1