Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Redescription of Astyanax multidens Eigenmann, 1908 (Characiformes: Characidae), a small characid of the Brazilian Amazon

Marinho, Manoela M. F; Birindelli, José L. O.
Neotrop. ichthyol; 11(1): 45-54, 20130300. tab, graf
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-9424

Resumo

Astyanax multidens is redescribed based on syntypes and additional specimens from the rio Amazonas at Silves, Amazonas State and Óbidos, Pará State, and the rios Trombetas, Tapajós, Xingú, and Araguaia. Astyanax multidens is distinguished from congeners by the unique combination of five to seven maxillary teeth, 31 to 34 pored lateral-line scales, 20 to 23 branched anal-fin rays, and a dark triangular blotch restricted to the middle caudal-fin rays. Astyanax multidens was collected syntopically with Jupiaba paranatinga in the rio Tapajós basin and with Jupiaba cf. essequibensis in the rio Xingu basin, which have paired anteriorly oriented pelvic-fin spines, a antipredatory mechanism. Based on the external morphological similarity between Astyanax multidens and the two species of Jupiaba, their sympatric occurrence, and their distinct phylogenetic position, we interpret this a case of Batesian mimicry.(AU)
Astyanax multidens é redescrita com base no exame dos síntipos e espécimes adicionais do rio Amazonas em Silves, AM e Óbidos, PA e rios Trombetas, Tapajós, Xingú e Araguaia. Astyanax multidens distingue-se dos congêneres pela exclusiva combinação de cinco a sete dentes no maxilar, 31 a 34 escamas perfuradas na linha lateral, 20 a 23 raios ramificados na nadadeira anal, e uma mácula triangular escura restrita aos raios medianos da nadadeira caudal. Astyanax multidens foi coletada sintopicamente com Jupiaba paranatinga na bacia do rio Tapajós, e com Jupiaba cf. essequibensis na bacia do rio Xingu, que possuem espinho pélvico voltado para frente, um mecanismo antipredatório. Baseado na similaridade morfológica externa entre Astyanax multidens e estas duas espécies de Jupiaba, sua ocorrência simpátrica, e sua distante posição filogenética, nós interpretamos como um caso de mimetismo Batesiano. .(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1