Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Inclusion of Yucca schidigera and zeolite in dog feed: influence on mineral excretion / Inclusão de Yucca schidigera e zeólita em alimentos para cães: influência sobre a excreção de minerais

Santos, J. P. F; Saad, F. M. O. B; Maia, G. V. C; Pires, C. P; Reis, J. S; Roque, N. C; Aquino, A. A; Brunetto, M. A.
Arq. bras. med. vet. zootec; 65(3): 918-926, jun. 2013. tab
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-9659

Resumo

This study aimed to evaluate the effects of adding Yucca schidigera and zeolite (Clinoptilolite) to feed (super premium and standard) for adult dogs on the apparent indigestibility coefficient of minerals. In the first assessment, 21 dogs were used, with average weight of 12.5kg±1.46 in seven treatments in two periods (super premium diet referred to as control and control with the addition of 125, 250, 375ppm Yucca schidigera and 0.5%, 0.75% and 1.0% zeolite). The second assessment was conducted with standard feed, using 21 experimental plots distributed in three treatments (standard diet referred to as control and control with the addition of 375ppm of Yucca schidigera and 1.0% zeolite). The additives did not affect the acceptability of feed and fecal characteristics in both assessments (P>0.05). With the exception of calcium, no minerals were affected by the inclusion of additives (P>0.05) in the experiment with super premium feed. In the assessment with standard feed, calcium as phosphorus and magnesium presented decreased excretion (P<0.05) with the inclusion of additives. It is possible to conclude that the inclusion of additives in the tested concentrations may interfere with the excretion of some minerals in the diet.(AU)
Este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da inclusão de Yucca schidigera e zeólita (Clinoptilolita) em alimentos (super premium e standard) para cães adultos sobre o coeficiente de indigestibilidade aparente de minerais. No primeiro ensaio, foram utilizados 21 cães, com peso médio de 12,5kg±1,46, distribuídos em sete tratamentos em dois períodos (dieta super premium denominada controle e controle com adição de 125, 250, 375ppm de Yucca schidigera e 0,5%, 0,75% e 1,0% de zeólita). O segundo foi realizado com um alimento standard, utilizando-se 21 parcelas experimentais distribuídas em três tratamentos (dieta standard denominada controle e controle com adição de 375ppm de Yucca schidigera e 1,0% de zeólita). Os aditivos não afetaram a aceitabilidade do alimento e as características fecais nos dois ensaios (P>0,05). Com exceção do cálcio, nenhum mineral sofreu interferência da inclusão dos aditivos (P>0,05) no experimento com alimento super premium. No ensaio com alimento standard, tanto cálcio quanto fósforo e magnésio apresentaram redução na excreção (P<0,05) com a inclusão dos aditivos. Pôde-se concluir que a inclusão dos aditivos nas concentrações testadas pode interferir na excreção de alguns minerais da dieta.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1