Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Scintigraphy in postoperative follow-up of osteosynthesis of the femur with a bridge plate associated with an intramedullary pin in rabbits / Cintilografia no acompanhamento pós-operatório de osteossíntese do fêmur com placa em ponte associada ao pino intramedular em coelhos

Borges, N. F; Serakides, R; Santos, R. G; Diniz, S. O. F; Cardoso, V. N; Ucros, N. S; Torres, R. C. S; Cardoso, S. V; Rezende, C. M. F.
Arq. bras. med. vet. zootec; 65(4): 1065-1074, Aug. 2013. ilus
Artigo em Inglês | VETINDEX | ID: vti-9784

Resumo

The objective of this work was to monitor the consolidation of the femur after osteosynthesis with a bridge plate associated with the intramedullary pin using scintigraphy. We used seven New Zealand breed male rabbits, at 4 months of age, with a mean weight of 3.5 kg. We performed a three-phase bone scintigraphy with technetium-labeled methylene diphosphonate (99mTc-MDP) before and after surgery, and 20, 50 and 90 days postoperatively. The activity index (AI) was calculated by dividing the average number of uptake counts in the region of the osteotomy by the average number of counts in the corresponding region in the contralateral limb. Radiography was performed before surgery, after surgery, and 15, 30, 45, 60 and 90 days postoperatively. We found a direct relationship between the activity index and progress of bone scintigraphy in the evaluation sequence over the period of observation. Scintigraphy allows monitoring of bone metabolism and measurement of vascularization and/or bone or tissue perfusion. The images obtained in the blood pool and static phases are the most appropriate for assessing bone metabolism in the context of this study. The bridge plate associated with the intramedullary pin promotes osteosynthesis with sufficient stability to allow bone consolidation.(AU)
A cintilografia foi empregada no acompanhamento da consolidação de osteotomia experimental do fêmur após osteossíntese com placa em ponte associada ao pino intramedular. Foram usados sete coelhos machos, raça Nova Zelândia, com massa corporal de 3,5kg e idade média de quatro meses. A cintilografia óssea trifásica com metilenodifosfonato marcado com tecnécio-99m (MDP-99mTc) foi obtida antes e após a cirurgia, e nos dias 20, 50 e 90 do pós-operatório.O índice de atividade (IA) foi calculado por meio do quociente da média do número de contagens na região da osteotomia pela média do número de contagens na região correspondente, no membro contralateral normal. Paralelamente ao estudo cintilográfico, foram realizadas radiografias antes dos procedimentos cirúrgicos e aos 15, 30, 45, 60 e 90 dias após, para acompanhamento do processo de cura óssea. Encontrou-se relação direta entre o índice de atividade e a evolução do processo de consolidação óssea na avaliação cintilográfica sequencial ao longo do período de observação. A cintilografia óssea trifásica permite acompanhar o metabolismo ósseo, avaliar e mensurar a vascularização e perfusão tecidual. As imagens obtidas na fase de pool sanguíneo e na fase óssea são as mais adequadas para avaliação do metabolismo ósseo. A placa em ponte associada com o pino intramedular promove osteossíntese com estabilidade suficiente para permitir a consolidação ossea.(AU)
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR68.1