Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Produtividade e qualidade da cebola em função de doses de enxofre

Souza, Luiz Felipe Gevenez de.
Jaboticabal,; s.n; 23/08/2013. 34 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-12596

Resumo

Dentre as principais hortaliças produzidas no Brasil, a cebola (Allium cepa L.) destaca-se por sua elevada importância socioeconômica, melhorando a renda dos produtores e gerando milhares de empregos, diretos e indiretos no país. O valor recebido pelo produtor é influenciado, principalmente, pela sanidade e qualidade dos bulbos. A pungência, responsável pelo sabor e odor do bulbo, é uma característica que interfere na qualidade da cebola, e tem seu teor relacionado com o potencial genético da cultivar, a síntese de precursores de sabor e a absorção de enxofre pela planta. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a produtividade e qualidade da cebola em função de doses de enxofre. O experimento foi conduzido em campo, no município de Jaboticabal ? SP (610 m de altitude, 21º18'10" S e 48º23'01" O), com delineamento experimental de blocos casualizados, com seis tratamentos (0, 15, 30, 45, 60 e 90 kg ha-1 S) e quatro repetições. O pH e o teor de S no solo foram influenciados pela interação dose de S e época de avaliação. Com aumento no fornecimento de S, verificou-se aumento nos teores foliares de N e S, e diminuição dos teores de Ca e Mg. Máximas altura, número de folhas por planta, massa seca de folhas e produtividade de cebola ?Perfecta? foram obtidas com 57, 41, 47 e 45 kg ha-1 de S no solo. Quando não se aplicou S, a produtividade foi 16% menor do que a máxima obtida (79 t ha-1) e somente 47% da produção total de bulbos classificou-se na classe 3+4, que possui maior valor comercial. Maior percentagem de bulbos nessa classe (63%) foi obtida com 47 kg ha-1 de S. Aumentou-se a pungência com incremento na dose de S. Porém, em todos os tratamentos, os teores de ácido pirúvico foram baixos, classificando a cultivar como muito suave e de sabor extra doce, quando fornecido até 90 kg ha-1 de S
Among the major vegetables produced in Brazil, onion (Allium cepa L.) stands out for its high social and economic importance, improving the revenues of farmers and creating thousands of jobs, directly and indirectly in the country. The amount received by the farmer is mainly influenced by the health and quality of bulb. The pungency, responsible for the taste and smell of the bulb, is a trait which interferes with the quality of the onion and its content is related to the genetic potential of the cultivar, the synthesis of flavor precursors and sulfur absorption by the plant. This study is aimed at evaluating the productivity and quality of onion as function of sulphur rates. The experiment was conducted in field, in Jaboticabal - SP (610m, 21º18'10" S and 48º23'01" W), a randomized block design with six treatments (0, 15, 30, 45, 60 and 90 kg ha-1 S) and four replications. The pH and sulfur in the soil were influenced by the interaction of S and dose evaluation for the period of 30, 60 and 90 days after sowing. After increasing rates of S fertilization, the research shows an increase in foliar contents N and S, and a decrease in Ca and Mg. Maximum height, number of leaves per plant, dry weight of leaves and yield of onion 'Perfecta' were obtained with 57, 41,47 and 45 kg ha-1 S in the ground. When no S was applied, the yield was 16% lower than the maximum amount achievable (79 t ha- 1) and only 47% of the total production of bulbs rated as class 3+4, which has greater commercial value. Higher percentage of bulbs class (63%) was obtained with 47 kg ha-1 of S. The increased of pungency was noted with the increase of dose S. However, in all the treatments, the contents of pyruvic acid were low, ranking it as very smooth and cultivate taste extra sweet when it provides up to 90 kg ha-1 of S
Biblioteca responsável: BR68.1