Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

PROTOCOLOS PARA O USO COMBINADO DE MONENSINA SÓDICA E VIRGINIAMICINA EM DIETAS DE BOVINOS NELORE CONFINADOS

ANDRE LUIZ NAGATANI RIGUEIRO.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-201996

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do uso combinado de monensina sódica (MON) e virginiamicina (VM) sobre o desempenho produtivo, comportamento ingestivo, características de carcaça, e saúde ruminal de bovinos Nelore terminados em confinamento. Foram utilizados 72 animais machos inteiros da raça Nelore, com peso vivo médio inicial de 388±31,07 kg, provindos de sistema de recria em pasto. Os animais foram divididos em quatro tratamentos de acordo com associação ou não dos aditivos nas fases de adaptação e terminação: MON (30 mg/kg) na adaptação + terminação; MON (30 mg/kg) + VM (25 mg/kg) na adaptação e VM (25 mg/kg) na terminação; MON (30 mg/kg) + VM (25 mg/kg) na adaptação e VM (25 mg/kg) + MON (30 mg/kg) na terminação e VM (25 mg/kg) na adaptação e MON (30 mg/kg) + VM (25 mg/kg) na terminação, caracterizando assim delineamento em blocos casualizados, em que cada tratamento contou com 6 repetições (3 animais por baia, sendo as baias as unidades experimentais). A duração do experimento foi de 90 dias, sendo 19 dias de adaptação, divididos em três períodos (7, 5 e 7 dias) com dietas de 69%, 74% e 79% de ingredientes concentrados, respectivamente; e 71 dias de terminação, com dieta contendo 84% de concentrado. Durante a fase de adaptação, a suplementação somente com VM aumentou a ingestão de matéria seca em quilos (IMSKG), ingestão de matéria seca em % do peso vivo (IMSPV), diminuiu a flutuação da ingestão de matéria seca (IMS) em quilos e em porcentagem e diminui os dias para os animais atingirem 2% de IMSPV (P<0,05). No período total de confinamento, a suplementação com MON e VM na fase de adaptação e somente VM na terminação aumentou o PV final, IMSKG, IMSPV, GPD, peso de carcaça quente, área de olho de lombo (AOL) final e ganho de AOL por dia. Não houve diferenças significativas entre os tratamentos para os parâmetros relacionados a saúde ruminal e seletividade da ração (P>0,05). Desta forma, a suplementação com somente VM melhorou o desempenho dos animais na fase de adaptação, no entanto, a suplementação com MON e VM na fase de adaptação e somente VM na terminação melhorou o desempenho e características de carcaça dos animais sem diferenças nos parâmetros relacionados a saúde ruminal e seletividade da dieta. Palavras-chave: Histologia. Ionóforo. Antibiótico. Papila. Rúmen.
The experiment was designed to evaluate the effect of combined use of monensin (MON) and virginiamycin (VM) in the adaptation period and finishing period on feedlot performance, feeding behavior, ruminal health and carcass characteristics of Nellore cattle. Seventy two 26-mo-old yearling Nellore bulls (388±31.07 kg) , backgrounded on pasture were randomly allocated and kept in 24 pens (10 m² and e 1.67 m bunk space per animal) according to the treatments: MON (30 mg / kg) in the adaptation and finishing period, MON (30 mg / kg ) + VM ( 25 mg / kg) in adaptation and only VM (25 mg / kg) in finish, MON (30 mg / kg) + VM (25 mg / kg) in adaptation and VM (25 mg / kg) + MON (30 mg / kg ) in finish and VM (25 mg / kg) in adaptation MON (30 mg / kg) + VM (25 mg / kg) in finish, thus characterizing a completely randomized block design. Each treatment was composed by 6 replications (pens) in this study. The adaptation program consisted of ad libitum feeding of three adaptation diets over period of 19 days with concentrate level increasing from 69% to 84% of diet dry matter. During the adaptation period, animals feed with only VM showed greater dry matter intake in kilos, dry matter intake expressed as % of body weight, reduced in dry matter intake variation in kilos and percentage, and the number of days to achieve 2% of DMI, expressed as % of body weight (P<0.05). Throughout the study, steers that were fed MON and VM during the adaptation period and only VM during the finishing period increase final BW, DMI in kilograms and as percentage of BW, average daily gain, hot carcass weight, ribeye area and daily gain of ribeye area when compared to animals receiving others combinations. There were no differences between the treatments for parameters related of rumen health and selective consumption of ration (P>0.05). Thus, supplementation with only VM in the adaptation period improved the feedlot performance of the animals during the adaptation period; however, the supplementation with MON e VM during the adaptation period and only VM in the finishing period improved animals performance and carcass traits of Nellore cattle.
Biblioteca responsável: BR68.1