Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Células-tronco localizadas na cinta placentária de carnívoros domésticos (Canis familiaris e Felis domesticus)

JULIANA BARBOSA CASALS.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-204006

Resumo

As células-tronco podem ser isoladas tanto de tecidos embrionários quanto de tecidos provenientes de um organismo adulto. Este projeto teve por objetivo caracterizar, descrever as células derivadas da região uterina e da cinta placentária - junção materno/fetal da placenta de carnívoros domésticos (cães e gatos), e verificar a sua capacidade de pluripotência. Os úteros gestantes e não gestantes foram obtidos em campanhas de castrações e de controle populacional de cães e gatos, na cidade de Pirassununga/SP. Foram coletados 24 úteros gravídicos de animais hígidos, em diferentes idades gestacionais. O material foi dividido em três fases distintas da gestação, ou seja inicio que compreende de 8 a 20 dias de gestação; meio de 21 a 30 dias de gestação e final de 31 a 60 dias de gestação. O material foi coletado de fêmeas caninas e felinas, quatro úteros de cada fase, totalizando 12 úteros de cães e 12 de felinos. Coletamos também 8 úteros de fêmeas nulíparas (4 de cadelas e 4 de gatas) e 8 úteros com um mês pós parto (4 de cadelas e 4 de gatas). As amostras foram fixadas em paraformoldeido tamponado a 4% para a análise histológica e de imunohistoquimica. Para a padronização da imunohistoquimica inúmeros testes de marcação e diluição dos anticorpos utilizados nesta pesquisa foram realizados, todo protocolo aqui descrito foi padronizado pela primeira vez. Nas análises de imunohistoquimica avaliamos a expressão de marcadores associados a células-tronco pluripotentes Nanog, Oct4 e Sox2. Nas cadelas, as marcações foram positivas em todas as fases, gestacionais e não gestacionais. A detecção dessas proteínas nesta espécie ficaram padronizadas, destacando algumas diferenças quantitativas durante alguns períodos da gestação. Foi observado que o Oct4 na cadela, mostra uma diferença significativa (p=0,0064), entre as fases de início e meio da gestação e entra o início e a fase de termo. Quando comparados os resultados das análises imunohistoquimicas utilizando os três anticorpos entre si, nos três períodos gestacionais ficou evidente uma diferença (p=0,0005) somente relativa a proteína Nanog com Oct4. Nas gatas apenas foi possível padronizar o protocolo do Nanog e do Sox2, sendo a marcação feita com Oct4 negativa. Nesta espécie foi possível observar uma diferença da proteína Nanog (p=0,0006) quando comparada na fase inicial para a fase do meio e início da gestação para a fase termo. No que se refere as fêmeas nulíparas e fêmeas pós-parto destaca-se a ausência de diferenças quando comparados os anticorpos na fase pós parto tanto em cadelas quanto em gatas. Na fase nulípara foram observadas diferenças somente na cadela (p=0,0018) para os três anticorpos. Desta forma, a caracterização de células de origem placentária com característica de células-tronco pode abrir um leque de possibilidades para obtenção destas células de forma mais ética, uma vez que este material é descartado na castrações. Foi possível a identificação das células que expressão proteinas pluripotentes em diferentes idades gestacionais, tanto na região de cinta placentária como no útero. Apesar de semelhantes, as espécies aqui estudadas apresentaram diferenças na realização do protocolo da imunihistoquímica.Pesquisas relacionadas com as células-tronco do endométrio vêm crescendo, principalmente porque estas células podem ser facilmente obtidas, a partir de fontes descartadas, sem entraves éticos. Desta forma tem o potencial de serem uma nova fonte para o desenvolvimento na terapêutica como terapia celular.
The stem cells can be isolated both embryonic tissues as much tissues from an adult organism. This project had from objective characterize and describe cells derived from uterine region and placental girdle - maternal junction / fetal placenta of domestics carnivores (dogs and cats), and check their capacity of pluripotency. The uterus pregnant and non-pregnants were obtained in castrations campaigns and population control of dogs and cats in the city of Pirassununga/SP. Were collected 24 uterus gravidic of healthy animals at different gestational ages. The material was split into three separate stages of pregnancy,that is, the Startconsist of 8 to 20 days of gestation;between21-30 days of gestation and end 31-60 days of gestation. The material was colleted from canine and feline females, four uterus each phase 12 uterus of dogs and 12 uterus of cats. We also collect 8 nulliparous female uterus (4 of dogs and 4 of cats) and 8 uterus with a postpartum month (4 of dogs and 4 of cats). The samples were fixed in paraformoldeido at 4% for histological analysis and immunohistochemical. For the standardization of immunohistochemical, were made numerous tests of marking and dilution of antibodies all the protocol described here has been standardized for the first time. In immunohistochemical analysis, we evaluated the expression of markers associated with pluripotent stem cells Nanog, Oct4 and Sox2. In cats, it was only possible to standardize the protocol of the Nanog and of the Sox2, and marking made with negative Oct4. This species was possible was possible to observe a difference in the Nanog protein (p = 0.0006) compared with the initial phase to the medium and early pregnancy to the term phase. As regards the nulliparous females and postpartum females there is the absence of differences when compared to the antibodies in postpartum stage, both in dogs and in cats. In nulliparous phase differences were only observed in dogs (p = 0.0018) for the three antibodies. Thus, the characterization of placental origin cells with stem cell characteristic can open up a range of possibilities for obtaining such cells more ethical, since this material is discarded in castration. The identification of pluripotent cells expressing proteins at different gestational ages was possible in both placental belt region as in utero. Although similar, the species studied here showed differences in the realization of immunohistochemical protocol. Searches related to the endometrial stem cells are growing, mainly because these cells can be easily obtained from sources discarded without ethical barriers. This way has the potential to be a new source for development in the therapeutic cell therapy.
Biblioteca responsável: BR68.1