Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

AÇÃO DO LASSBio 294 SOBRE PARÂMETROS CARDIOVASCULARES EM MODELO EXPERIMENTAL DE CARDIOMIOPATIA DILATADA EM COELHOS

ANA PAULA ARAUJO COSTA.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-204052

Resumo

A cardiomiopatia dilatada (CMD) é uma enfermidade do músculo cardíaco que culmina em dilatação do ventrículo esquerdo, e/ou direito, e disfunção contrátil do miocárdio, sendo a fase clínica da doença caracterizada por sinais de insuficiência cardíaca congestiva (ICC), com ou sem a presença de arritmias. O tratamento envolve a utilização de fármacos que visem diminuir os sinais de ICC e as arritmias, sendo os diuréticos, inotrópicos positivos, vasodilatadores e antiarrítmicos os mais utilizados. Recentemente foi desenvolvido um novo candidato a fármaco (LASSBio 294) capaz de promover os efeitos vasodilatador e inotrópico positivo combinados, tendo sido testado em estudo pré-clínico em cães saudáveis da raça Beagle, com resultados promissores. Propôs-se neste estudo verificar a ação do protótipo a fármaco LASSBio 294, na dose de 2mg/kg, sobre os parâmetros cardiovasculares de coelhos com CMD experimentalmente induzida por doxorrubicina, utilizando como controle positivo o tratamento com a pimobendana, na dose de 0,3mg/Kg. A CMD foi induzida por meio da administração endovenosa de 1mg/Kg de doxorrubicina, na concentração de 2mg/mL, duas vezes na semana, por três semanas e depois semanalmente até que alcançada fração de encurtamento igual ou inferior a 25%. Como métodos de avaliação da ação do LASSBio 294 sobre o sistema cardiovascular de coelhos e monitoramento da indução da CMD, foram realizados os seguintes exames: eletrocardiografia, ecodopplercardiografia, mensuração da pressão arterial, radiografia torácica, dosagem de biomarcadores de lesão cardíaca, de função renal e hepática e avaliação hematológica. Ao final do protocolo de indução os animais foram distribuídos aleatoriamente em dois grupos, A (LASSBio 294) e B (pimobendana), e foram submetidos a tratamento durante trinta dias, duas vezes ao dia. Ao final do estudo foi possível concluir que o modelo de CMD induzida por doxorrubicina é um bom modelo para estudo da doença e suas consequências, induzindo disfunção sistólica e diastólica do miocárdico, com dilatação do ventrículo esquerdo. Porém, o tempo para indução da CMD é inexato e a ocorrência de toxicidade multissistêmica, como a mielossupressão e nefrotoxicidade, contribui para a elevada taxa de mortalidade dos animais (35%). Ainda, conclui-se que o LASSBio 294 é eficiente em incrementar a função sistólica, melhorar a função diastólica, sem alterar a pressão arterial dos coelhos, não apresentando efeito pró arritmogênico ou tóxico, e reduzindo a concentração sérica de creatinina dos animais, porém não impede a evolução do quadro congestivo.
Dilated cardiomyopathy (DCM) is a disease of the heart muscle that culminates in dilatation of the left ventricle, or both, and myocardial contractile dysfunction. The clinical fase of the disease is characterized by congestive heart failure signs (CHF), with or without arrhythmias. The treatment involves the use of drugs aimed at reducing the signs of CHF and arrhythmias, with diuretics, positive inotropic, vasodilator and antiarrhythmic. A new drug candidate (LASSBio 294), capable of promoting combined positive inotropic and vasodilating effects, has recently been developed, and have been tested in pre-clinical study in healthy Beagle dogs with promising results. Therefore, this study proposed to verify the action of the drug prototype LASSBio 294, at a dose of 2mg/Kg on cardiovascular parameters of rabbits with DCM experimentally induced by doxorubicin, using as positive control the pimobendan at a dose of 0.3mg/kg. The DCM was induced by intravenous administration of 1 mg/kg of doxorubicin, at a concentration of 2mg/ml, twice a week, for 3 weeks, and then weekly until it reached fractional shortening less or equal to 25%. As methods of evaluating the LASSBio 294 action on the cardiovascular system of rabbits and monitor the induction of DMC, the following tests were performed: electrocardiography, echodopplercardiography, measurement of blood pressure, chest radiograph, dosage of cardiac lessions, and kidney and liver function biomarkers and hematologic evaluation. At the end of the induction protocol the animals randomly were divided into two groups A (LASSBio 294) and B (pimobendan) and underwent treatment for 30 days, twice a day. At the end of the study it was concluded that the DCM model induced by doxorubicin is a good model to study the disease and its consequences, leading to systolic and diastolic dysfunction with dillatation of the left ventricle. However the time for induction of DCM is inaccurate and the occurrence of multisystemic toxicity, such as nephrotoxicity and myelosuppression, contributes to high mortality rate in this model (35%). It can be concluded that LASSBio 294 is effective in increasing systolic function, improving diastolic function, without altering rabbits blood pressure, has no pro-arrhythmogenic or toxic effect, and reduced the serum creatinine concentration of the animals, but does not prevent the evolution of the congestive condition.
Biblioteca responsável: BR68.1