Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Detecção e caracterização moleculares dos paramixovírus aviários tipo 1 em materiais provenientes de aves silvestres utilizando testes para a detecção dos vírus da família viral Paramyxoviridae

RENATA KHODAIR SILVA.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-204140

Resumo

As aves silvestres são importantes reservatórios de vírus que podem acometer as aves domésticas. O monitoramento da circulação viral em aves silvestres é de extrema importância para garantir a sanidade dos plantéis avícolas. O presente estudo teve como objetivo 1) comparar dois testes moleculares de RT-PCR para a detecção dos vírus da família Paramyxoviridae em aves silvestres e sinantrópicas; 2) caracterizar os vírus detectados nestas amostras. A comparação da sensibilidade e especificidade analíticas foi realizada entre dois testes de RT-PCR e testes específicos de RT-PCR em tempo real (RRT-PCR) para o vírus da doença de Newcastle (NDV) e o metapneumovirus aviário (aMPV). A sensibilidade diagnóstica entre os dois testes de RT-PCR foi comparada. Um pequeno fragmento da região do sítio de clivagem do gene F das amostras positivas foi sequenciado. Os testes de RT-PCR foram validados com sucesso, mas apresentaram diferenças entre a sensibilidade analítica quando comparados aos testes específicos de RRT-PCR utilizando diferentes vírus. No total, 100 amostras de aves (suabes) foram testados pelo teste RT-PCR que apresentou uma sensibilidade analítica similar entre os diferentes agentes virais. O teste selecionado foi capaz de detectar duas amostras de aves silvestres que foram também detectadas pelo testes específico para NDV e. relacionadas às amostras de NDV vacinais do genótipo II da classe II referentes aos vírus de NDV lentogênico (113RQGR L117). Nosso estudo demonstra a deficiência na biosseguridade adotada pelos sistemas avícolas por permitir a saída dos vírus vacinais para as aves silvestres.
Wild birds are important reservoirs of viruses can affect poultry. Surveillance of circulating viruses in wild birds is of the most importance tool to ensure the poultry health. The present study aimed to 1) compare two molecular tests for detection of family Paramyxoviridae viruses in wild and feral birds; 2) characterize the detected viruses in those samples. Analytical and diagnostic sensitivity were compared among two RT-PCR techniques and specific real time RT-PCR (RRT-PCR) for detection of Newcastle disease virus (NDV) and avian metapneumovirus (aMPV). Diagnostic sensitivity was also compared between two RT-PCR tests. A small fragment of cleavage site region in F gene from positive samples was sequenced. The RT-PCR were successfully validated, however they had differences in the analytical sensitivity when compared to specific RRT-PCR assays using different viruses. In total, 100 wild bird samples (swabs) were tested by the selected RT-PCR with similar analytical sensitivity between tested viruses. Two samples were positive by this test and they were also detected by the specific RRT-PCR for NDV. These samples were closed related to vaccinal NDV strains belonging to genotype II class II. Deduced amino acid sequences of cleavage site region from detected samples were characterized as lentogenic NDV strains (113RQGR L117). Our study demonstrates the poor biosafety used by poultry industry allowing the vaccinal escape to wild bird species.
Biblioteca responsável: BR68.1