Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Diagnóstico sorológico de influenza A subtipo H1 na avicultura familiar da região metropolitana de Belo Horizonte, Minas Gerais e Santa Maria, Rio Grande do Sul.

RUI PITAGORAS DE LIMA CASTRO FILHO.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-206405

Resumo

Foram analisadas 704 amostras de soros de aves das espécies Gallus gallus domesticus e Cairina moschata (Anatidae) de diferentes idades e sexos, para teste sorológico de influenza A por imunodifusão em gel de ágar e inibição da hemaglutinação. As amostras de soros de galináceos foram obtidas em propriedades de produção familiar em 20 municípios diferentes nas regiões do entorno de Santa Maria/RS e Metropolitana de Belo Horizonte/MG e as amostras de soros de anatídeos incluíram amostras de aves de vida livre e domésticas. Os testes utilizados foram recomendados pela Organização Mundial de Saúde Animal, incluindo a imunodifusão em gél de ágar (IDGA) para anticorpos contra a nucleoproteína (N) de influenza A e a inibição da hemaglutinação (IH) para anticorpos contra a hemaglutina do subtipo H1. Dentre as 704 amostras de soro avaliadas por IDGA, foram encontradas oito (n=8) reagentes (8/704; 1,13%) para N, sendo seis (6/704; 0,85%) destes soros re-testados por IH, positivos para anticorpos específicos para o subtipo H1, incluindo soros de cinco galinhas e um pato. Duas amostras (2/701; 0,25%) de soros (G. gallus domesticus) reagentes por IDGA não foram confirmadas no IH para anticorpos contra H1, sugerindo especificidade para outro subtipo. Os resultados indicaram baixa ocorrência de aves com anticorpos para o vírus da influenza A, sendo os reagentes predominantemente específicos para o subtipo H1, embora tenham sido detectados anticorpos para subtipo não identificado e com uma ave anatídea reagente. Os resultados sugerem baixa prevalência de anticorpos para influenza A em aves da avicultura não intensificada nas duas regiões avaliadas e possivelmente baixa atividade viral no período estudado.
704 Serum samples (n=704) were collected from Gallus gallus domesticus and Cairina moschata (Anatidae) for the investigation of antibodies to avian influenza vírus. Samples were collected from family poultry of Santa Maria/RS and the metropolitan region of Belo Horizonte/MG on 20 different counties. The chosen tests for the survey, were validated by the World Organisation for Animal Health, including haemagglutination (HA), agar gel immunodiffusion (AGID) for antibodies to avian influenza vírus (nucleoprotein - N - of influenza A vírus) and haemagglutination inhibition (HI) for H1. Out of the 768 tests performed by AGID, eight (8/704) were revealed positive for antibodies to N with six (6/704) of these retested positive by HI for H1 specific antibodies. Two samples tested positive by AGID were shown to be not reactive in the H1 subtype specific HI, suggesting responses to other subtype. A low occurrence of antibodies to influenza A (1,13%) was found and most were specific to subtype H1 (75%). The total occurrence was of 0.75% for subtype H1 antibodies and of 0.25% specific to an unknown subtype. One anatid bird was shown reagent. The low occurrence of antibodies may suggest a low influenza virus activity during the period of study.
Biblioteca responsável: BR68.1