Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Análise genética de características desclassificatórias em bovinos Nelore

FERNANDA RIPEL SALGADO.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-212211

Resumo

O objetivo deste trabalho foi estimar os parâmetros genéticos para defeitos de aprumos (AP), boca (BO), chanfro (CH), umbigo (UM), despigmentação (DP), hérnia umbilical (HE), hipoplasia testicular (HT) e descaracterização racial (RA), considerando o efeito de linhagem paterna, em bovinos da raça Nelore. Os dados foram concedidos pelo programa de melhoramento genético PAINT®, pertencente à empresa CRV Lagoa e foram obtidos no momento da avaliação de sobreano. Estes defeitos são considerados desclassificatórios pelo programa, pois impedem o animal de receber certificado que comprova sua genética superior e que pode ser utilizado como reprodutor. As características desclassificatórias foram avaliadas de forma binária, atribuindo-se 1 para presença do defeito e 0 para ausência. As 15 linhagens foram formadas a partir dos bisavôs com maior número de descendentes com defeitos. Os parâmetros genéticos foram estimados por meio de inferência Bayesiana, sob modelo animal, através do programa THRGIBBS1F90, sendo uma análise bicaracterística para defeitos de aprumos e peso ao sobreano e unicaracterística para as demais características avaliadas. Observou-se que, aproximadamente, 9% dos animais avaliados apresentaram algum dos defeitos desclassificatórios, sendo aprumo o problema mais frequente. Proporcionalmente ao número de animais em cada linhagem, as linhagens que apresentaram maior e menor porcentagem de defeitos, corresponderam a 14,9% e 5,6%, respectivamente. As estimativas de herdabilidade para AP, BO, CH, DP, HE, HT, RA, UM e peso ao sobreano no arquivo sem linhagem e com linhagem, foram, respectivamente: 0,46, 0,26; 0,14, 0,26; 0,15, 0,27; 0,60, 0,67; 0,16, 0,49; 0,36, 0,15; 0,48, 0,36; 0,19, 0,57 e 0,29, 0,41. A correlação genética entre defeitos de aprumos e peso foi de 0,16, por ser uma correlação moderada e positiva, indica que o aumento de peso pode favorecer o aparecimento de problemas de aprumo. Todas as características apresentaram herdabilidades moderadas a altas, indicando que responderiam a seleção e que é possível diminuir a incidência destes problemas através da inclusão da informação genética destas características nos programas de acasalamentos dirigidos, em que animais que apresentam algum defeito ou que podem transmitir, não seriam acasalados e assim, diminuir o número de animais que deixam de receber o certificado que comprova sua superioridade genética, devido a defeitos que poderiam ter sido evitados.
The aim of this study was to estimate the genetic parameters for defects of legs (AP), mouth (BO), chamfer (CH), navel (UM), depigmentation (DP), umbilical hernia (HE), testicular hypoplasia (HT) and racial characterization (RA), considering the effect of paternal lineage, in Nelore cattle. The data were granted by the PAINT® breeding program belonging to the company CRV Lagoa and were obtained at the moment of the evaluation of the yearling. These defects are considered disqualifying by the program, since they prevent the animal from receiving a certificate that proves its superior genetics and that can be used as a breeder. The disqualifying characteristics were evaluated binary, assigning 1 for the presence of the defect and 0 for absence. The 15 lineages were formed from the great-grandparents with the highest number of descendants with defects. The genetic parameters were estimated by means of Bayesian inference, under animal model, through the program THRGIBBS1F90, being that a bicharacteristic analysis was performed for defects of legs and yearling weight and uncharacteristic for the other evaluated characteristics. It was observed that approximately 9% of the evaluated animals presented some of the disqualifying defects, being the problems of legs the most frequent defect. Proportionally to the number of animals in each lineage, the lines with the highest and lowest defects percentage corresponded to 14.9% and 5.6%, respectively. Heritabilities estimates for AP, BO, CH, DP, HE, HT, RA, UM and yearling weight in the non-lineage and lineage file were, respectively, 0.46, 0.26; 0.14, 0.26; 0.15, 0.27; 0.60, 0.67; 0.16, 0.49; 0.36, 0.15; 0.48, 0.36; 0.19, 0.57 and 0.29, 0.41. The genetic correlation between legs defects and yearling weight was 0.16, since it is a moderate and positive correlation, indicating that weight gain may favor the appearance of legs problems. All characteristics showed moderate to high heritabilities, indicating that they would respond to selection and that it is possible to reduce the incidence of these problems by including the genetic information of these characteristics in directed mating programs, in which animals that are defective or transmit they would be mated and thus, to minimize the number of animals that lose certificate, proving their superior genetics, due to defects that could have been avoided.
Biblioteca responsável: BR68.1