Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

ASSOCIAÇÃO ENTRE O COEFICIENTE DE ENDOGAMIA E DEFEITOS FENOTÍPICOS EM BOVINOS DA RAÇA NELORE

ERIC LUIS MARQUES DA COSTA.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-215719

Resumo

COSTA, Eric Luís Marques da, M.Sc., Universidade Federal de Viçosa, dezembro, 2018. Associação entre o Coeficiente de Endogamia e Defeitos Fenotípicos em Bovinos da Raça Nelore. Orientador: Fabyano Fonseca e Silva. Coorientadores: Henrique Torres Ventura e Renata Veroneze. Os programas de melhoramento genético permitem a identificação dos animais geneticamente superiores, e por meio dos avanços das biotecnologias reprodutivas é natural à intensificação do uso desses indivíduos. A utilização massiva de pequenos grupos de touros tende a diminuir a variabilidade genética e aumentar a endogamia média da população. Isto pode ocasionar o declínio do valor fenotípico de uma característica de importância econômica e aumentar a frequência de genes deletérios recessivos, levando assim a uma possível perda econômica na atividade. Desta forma, objetivou-se com esse trabalho verificar a possível associação entre o Coeficiente de Endogamia (F) e a incidência de 21 defeitos fenotípicos em animais da raça Nelore. Os dados iniciais de 453.342 observações foram fornecidos pela Associação Brasileira dos criadores de Zebu (ABCZ) e são provenientes da vistoria para concessão de Registro Genealógico de Nascimento (RGN) ou Registro Genealógico Definitivo (RGD) junto a esta associação. Os seguintes defeitos foram identificados: acoletados; aprumos anteriores defeituosos; aprumos posteriores defeituosos; barroso; cascos brancos ou rajados; chanfro acarneirado; chanfro torto; cupim adiantado; despigmentação; despigmentação total; garupa muito inclinada; hérnia umbilical; inhatismo; lordose; marrafa fora do padrão; monorquidismo; orelhas fora do padrão; prognatismo; osso sacro muito saliente; vassoura branca e umbigo longo ou penduloso. O estudo da associação entre F e os defeitos foi realizado via regressão linear simples (sendo F a variável independente e a proporção de defeitos a variável dependente). Constatou-se que para cada aumento de 1% no coeficiente de endogamia, em média, tem-se um aumento de 5,96% nos defeitos fenotípicos gerais. Os resultados mostraram que apesar do coeficiente de endogamia médio da raça Nelore apresentar-se baixo, devido a importância da raça, incrementos no F poderiam impactar negativamente o sucesso da atividade pecuária.
COSTA, Eric Luís Marques da, M.Sc., Universidade Federal de Viçosa, December, 2018. Association between Inbreeding Coefficinent and phenotypic defects in Nellore Cattle. Advisor: Fabyano Fonseca e Silva. Co-advisors: Henrique Torres Ventura and Renata Veroneze. Breeding programs allow the identification of genetically animals. With the intensification of reproductive biotechnologies is natural to increase the use of these superior individuals. Thus, the massive utilization of small groups of bulls decreases the genetic variability and increases the inbreeding of the population. It may cause the decline of the phenotypic value of important traits and increase the frequency of deleterious recessive genes, leading to possible negative economic impact in the activity. Thus, the objective of this work was to associate the Inbreeding Coefficient (F) on the incidence of 21 phenotypic defects in Nellore cattle. The initial data consisted of 453.342 observation provided by the Brazilian Association of Zebu Breeders (ABCZ), being collected during the granting of Birth Genealogical Registry (RGN) or Definitive Genealogical Registry (RGD). Among the defects identified are: Smaller heart-girth; bad conformation in the front leg; bad conformation of the hing legs; white hoof or hoof mixed in white; Twisted muzzle or nose (wry face); hump on bridge of nose; advanced hump; depigmentation; total depigmentation (albinism); croup very sloping; umbilical hernia; brachygnathia inferior; lordosis; non-standard poll; monorquidism; non-standard ears; mandibular prognathism; sacrum bone very prominent; white switch of tail and loosely hanging sheath. The association study between F and phenotypic defect was realized through lines regression (assuming F as independent variable, and the proportion of phenotypic defect as dependent variable). In average, we found that an increase of 1% in the inbreeding coefficient would increase 5.96% in general phenotypic defects. The results showed that although the average inbreeding coefficient of the Nelore breed is low, due to the representativeness of the breed for the sector, any increase in F would bring relevant negative economic impacts on the success of this activity.
Biblioteca responsável: BR68.1