Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

PALATABILIZANTES EM DIETAS DE LEITÕES DESMAMADOS: PREFERÊNCIA ALIMENTAR, DESEMPENHO, MORFOMETRIA E EXPRESSÃO GÊNICA (SGLT1) INTESTINAL

VINICIUS RICARDO CAMBITO DE PAULA.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-216049

Resumo

O estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar os efeitos do uso de palatabilizantes em dietas de leitões recém-desmamados sobre a preferência alimentar, desempenho, glicose sanguínea, morfometria e expressão gênica intestinal do co-transportador 1 da glicose sódio dependente (SGLT1). Para isso foram realizados seis experimentos (E1 a E6), em que nos E1, E3, E4 e E5 foram utilizados 32 leitões cada, com média de 21 dias de idade para avaliação de preferência alimentar das seguintes dietas: E1 - dieta sem palatabilizante, dieta com 5% de açúcar, dieta com 0,025% de sacarina sódica e dieta com 0,025% de palatabilizante a base de sacarina sódica e neotame; E3 - dieta referência sem palatabilizante e dietas referências com inclusão de 0,015, 0,025 ou 0,035% de sacarina sódica; E4 - dieta referência sem palatabilizante e dietas referências com inclusão de 0,015, 0,025 ou 0,035% de sacarina sódica associada a neotame e E5 - dieta sem palatabilizante, dieta com 5% de açúcar, dieta com 0,035% de sacarina sódica e dieta com 0,035% de palatabilizante a base de sacarina sódica e neotame. No E2 foram utilizados 120 animais dos 35 aos 62 dias de idade, que foram submetidos aos mesmos tratamentos do E1 para avaliar o desempenho e glicose sanguínea e no E6 foram utilizados 32 leitões com média de 23 dias de idade para avaliação da morfometria intestinal e expressão gênica do SGLT1, com os mesmos tratamentos do E5. No E1 e E5 os animais apresentaram preferência pela dieta contendo a inclusão de 5% de açúcar. No E3 os animais apresentaram preferência pela dieta contendo 0,035% de inclusão de sacarina sódica. Não houve diferença para os demais parâmetros avaliados.
The objective of the study was to evaluate the effects from sweeteners inclusions on weaned piglets diets on diet preference, performance, blood glucose, morphometry and intestinal gene expression of sodium/glucose co-transporter 1 (SGLT1). Six experiments were performed (E1 to E6). In E1, E3, E4 and E5 32 piglets were used in each experiment, averaging 21 days of age. Diet preference was evaluated for the following diets: E1 - diet without sweetener, diet with 5% sugar, diet with 0.025% of sodium saccharin and diet with 0.025% of sweetener based on sodium saccharin and neotame; E3 - diet without sweetener and diets with 0.015, 0.025 or 0.035% of sodium saccharin; E4 - diet without sweetener and diets with 0.015, 0.025 or 0.035% of sodium saccharin associated with neotame and E5 - diet without sweetener, diet with 5% sugar, diet with 0.035% of sodium saccharin and diet with 0.035% of sodium saccharin and neotame. In E2, 120 animals aged 35 to 62-d were used and performance and blood glucose were evaluated using the same treatments described for E1 and. In E6, 32 23-d old piglets were used to evaluate intestinal morphometry and gene expression of SGLT1, with the same treatments as E5. In E1 and E5, the animals showed preference for the diet containing 5% sugar. In E3 the animals presented preference for the diet containing 0.035% inclusion of sodium saccharin. There was no difference for the other parameters evaluated.
Biblioteca responsável: BR68.1