Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Coeficiente de digestibilidade de farinha de insetos na alimentação de alevinos de tilápia do nilo (Oreochromis niloticus)

TAFANIE VALACIO FONTES.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-217451

Resumo

O Continuo aumento da população humana acarreta em um aumento na produção da cadeia animal, aumentando a utilização de produtos na formulação de rações. Ocasionando uma maior demanda e competição por fontes proteicas entre a nutrição humana e animal. Desta forma, a busca por ingredientes alternativos proteicos se faz necessária. Neste sentido a farinha de insetos se mostra promissora. Objetivou-se determinar os coeficientes de digestibilidade aparente (CDA) de cinco farinhas de inseto para alevinos de tilápia do Nilo. O experimento foi realizado no setor de Piscicultura do departamento de Zootecnia da UFLA. Foram utilizados 900 alevinos, com peso de 3g, distribuídos aleatoriamente em 18 caixas de 250L em delineamento inteiramente casualizado com 6 tratamentos (controle e as farinhas de barata Cinérea, barata Madagascar, Tenebrio Comum , Tenebrio Gigante e Grilo) e 3 repetições. A determinação da digestibilidade aparente foi realizada pelo método indireto, utilizando óxido de cromo (Cr2O3) como indicador de digestibilidade. Após a adaptação, os animais foram alimentados duas vezes ao dia, durante 15 dias. A coleta de fezes foi realizada pelo método de Guelph modificado. Observou-se maior CDA de matéria seca (CDAMS) para a farinha de Tenebrio Comum não diferindo apenas da farinha de Tenebrio Gigante (p<0,05). O CDA da proteína (CDAPB) também apresentou maior na farinha de Tenebrio Comum e menor na de Grilo, as demais farinhas não diferiram entre si (p<0,05). Para a proteína corrigida (CDAPB 1 ) observou-se maior valor de CDA para Tenebrio Gigante (81,19%) e Tenebrio Comum (88,68%) e menor para Grilo (p<0,05). Não houve diferença entre os tratamentos para digestibilidade do extrato etéreo (CDAEE) (p>0,05), porem quando corrigido para unidade de extrato etéreo na ração (CDAEE 2 ) foi observado maior CDA para barata Madagascar e menor para barata Cinérea e Tenébrio Gigante. Para a quitina (CDAQ), foi observado um maior CDAQ para farinha de Tenébrio Comum e menor para a farinha de barata Madagascar seguida pela farinha de barata Cinérea, que apresentou o menor valor de CDAQ dentre todas as farinhas (P<0,05). Para cinzas os maiores CDA foram do Tenebrio Comum, barata Cinérea e barata Madagascar (p<0,05). O CDA da energia Tenebrio Comum e gigante obtiveram maiores CDA enquanto Grilo e barata Madagascar menores e barata Cinérea não diferiu de ambos tratamentos (p<0,05). Conclui-se que os animais tiveram um bom aproveitamento das cincos farinhas fornecida, sendo que a farinha de Tenebrio Comum e Tenebrio gigante se mostraram mais promissora.
The continuous increase of human population as well as animal production raised the use of products in diets formulations. That fact increased the demand and competition for protein sources between human and animal nutrition. Thus, to find out alternative protein ingredients is necessary. Taking this in consideration, insect meal becomes a very promising alternative protein source. The objective of this study was to determine the apparent digestibility coefficients (ADC) of five insect meals for Nile tilapia fingerlings. The experiment was carried out in the Fish Farming Sector of the Department of Animal Science of UFLA. A total of 900 fry, weighing 3g, were randomly distributed in 18 tanks with 250L in a completely randomized design with 6 treatments (control and Cinerea cockroach, Madagascar cockroach, Zophobas morio, Tenebrio molitor and Cricket meals) and 3 replicates. Determination of the apparent digestibility was performed using the indirect method, with chromium oxide (Cr2O3) as inert marker. After acclimatization period, animals were fed twice daily for 15 days. Feces were collected through Guelph modified method. It was observed higher dry matter ADC for Tenebrio molitor meal however not different from Zophobas morio meal (p < 0.05). The ADC of protein was higher for Tenebrio molitor and lower for Cricket meal, where other treatments did not differ among themselves (p < 0.05). For corrected protein, a higher ADC value was observed for Zophobas morio (81.19%) and Tenebrio molitor (88.68%) and lower for Cricket (p < 0.05). There were no differences between the treatments for ether extract digestion (p > 0.05), but when corrected for ether extract per unit in the diet, the highest ADC was observed for Madagascar cockroach and the lowest for Cinerea cockroach and Zophobas morio For chitin, a higher CDA was observed for Common Tenebrio meal and lower for Madagascar cockroach and Cinerea cockroach meal which shown the lowest value of ADC among all the treatments (p < 0.05). For ash, high ADC was obtained for Tenebrio molitor, Cinerea cockroach and Madagascar cockroach (p < 0.05). The ADC for Tenebrio molitor and Zophobas morio were the highest for energy while Cricket and Madagascar cockroach had the lower and Cinerea cockroach did not differ from the last two treatments (p < 0.05). In conclusion, the animals have a good usage of the five insect meals evaluated, where Tenebrio molitor and Zophobas morio have shown more promising.
Biblioteca responsável: BR68.1