Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

AVALIAÇÃO COMPARATIVA ENTRE A OVARIECTOMIA E OVARIOHISTERECTOMIA NA CASTRAÇÃO ELETIVA DE CADELAS

MAURO DE ARAUJO PENAFORTE JUNIOR.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-217566

Resumo

A castração de cadelas por meio de ovariohistectomia (OVH) ou ovariectomia (OVE) é um dos procedimentos mais frequentes na rotina cirúrgica em medicina veterinária. A sua realização visa à esterilização destes animais para evitar a reprodução descontrolada ou tratar doenças uterinas e/ou ovarianas. As complicações associadas aos procedimentos de OVH e OVE podem ser as mesmas observadas nas celiotomias, entretanto outras complicações como hemorragia, piometra de coto uterino, inflamação e incontinência urinária podem ser mais comuns. O objetivo deste experimento foi comparar as vantagens e desvantagens de duas técnicas de castração cirúrgica, a OVH e a OVE, visando identificar qual delas deve ser preferencialmente recomendada, levando em consideração alguns aspectos, como tempo cirúrgico e complicações intra-operatórias. O estudo foi realizado com 40 cadelas hígidas e não prenhes, que foram divididas em dois grupos (OVH e OVE) de 20 animais. Durante o período trans-cirúrgico foram avaliados, tamanho da incisão, dificuldade para expor os pedículos ovarianos e corpo do útero, frequência cardíaca (FC) e respiratória (FR), saturação parcial de oxigênio (SPO2) e pressão arterial média (PAM). Ovários e úteros foram colhidos para realização de exames histológicos e também foi avaliado a da dor pós-operatória imediata uma hora após o procedimento. Diferenças significativas foram encontradas para o tempo total de cirurgia onde a OVH (19,5±6,5) apresentou maior tempo do que a OVE (15,8±3,0). A avaliação pós-operatória imediata pela escala de Melbourne apresentou diferença estatística se mostrando mais elevada na OVH (5,7±2,6) do que na OVE (3,2±2,4). De acordo com o estudo realizado a OVE pode ser uma boa alternativa em relação à OVH, pelo fato dessa técnica apresentar menor tempo cirúrgico e menor dor no período pós-operatório.
Neutering dogs through ovariohystectomy (OVH) or ovariectomy (OVE) is one of the most frequent surgical procedures in veterinary medicine. Its execution aims to sterilization of these animals to avoid the uncontrolled reproduction or to treat uterine and / or ovarian diseases. The complications associated with these surgeries may be the same as those observed in celiotomies; however, other complications such as hemorrhage, uterine stump pyometra, inflammation and urinary incontinence may be more common. The goal of this experiment was to compare the advantages and disadvantages of two surgical castration techniques, OVH and OVE, aiming to identify which of them should be preferentially recommended, taking into account some aspects, such as surgical time and intraoperative complications. The study was performed with 40 healthy and non-pregnant dogs, which were divided into two groups (OVH and OVE) of 20 animals. During the trans-surgical period were evaluated, size of the incision, difficulty in exposing the ovarian pedicles and body of the uterus, heart rate (FC) and respiratory rate (FR), partial oxygen saturation (SPO2) and mean arterial pressure (PAM). Ovaries and uterus were collected for histological exams and the immediate postoperative pain was evaluated one hour after the procedure. Significant differences were found for the total time of surgery where OVH (19.5 ± 6.5) presented longer time than OVE (15.8 ± 3.0). Immediate postoperative evaluation by the Melbourne scale presented a statistical difference being higher in OVH (5.7 ± 2.6) than in OVE (3.2 ± 2.4). According to this study OVE may be a good alternative to OVH because the technique has shorter surgical time and pain in the postoperative period.
Biblioteca responsável: BR68.1