Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

ASPECTOS CLÍNICOS DA INFECÇÃO NATURAL POR Dirofilaria immitis EM CÃES ATENDIDOS NO SERVIÇO DE CARDIOLOGIA E DOENÇAS RESPIRATÓRIAS DO SETOR DE PEQUENOS ANIMAIS DO HOSPITAL VETERINÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

NATHALIA MARQUES DE OLIVEIRA LEMOS.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-221801

Resumo

A dirofilariose canina é uma das principais afecções cardiorrespiratórias parasitárias cujo agente etiológico é o filarídeo Dirofilaria immitis (Leidy, 1856), associado ao seu endossimbionte Wolbachia sp. Muitos cães infectados são assintomáticos, sendo a suspeita clínica muitas vezes elaborada mediante o exame clínico minucioso ou pelo achado casual de microfilárias em exames laboratoriais. Animais sintomáticos apresentam manifestações clínicas inespecíficas, o que dificulta os médicos veterinários a suspeitarem da infecção e a incluíremna no diagnóstico diferencial. Sendo assim, objetivou-se analisar os aspectos clínicos, descrevendo as alterações cardiorrespiratórias de cães, com mais de 12 meses de idade, apresentados ao Serviço de Cardiologia e Doenças Respiratporias (SCDR) do Hospital Veterinário de Pequenos Animais (HVPA) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Após o consentimento formal dos tutores 26 cães foram submetidos a exame clínico (histórico, anamnese e exame físico), laboratorial (hemograma, pesquisa de microfilária e antígeno), radiográfico (radiografia torácica) e ecodopplercardiográfico. A maioria dos cães incluídos, parasitados (11/26) ou não (15/26), apresentava tosse (65,4%) e alteração na ausculta pulmonar (81%). O sopro em foco tricúspide foi observado em sete cães (26,9%), quatro deles infectados (57,1%) e três livres da infecção (42,9%). Ao ecodopplercardiograma observou-se insuficiência tricúspide em oito cães (30,8%), três deles infectados (37,5%) e, insuficiência pulmonar em 12 (46,1%), sendo seis infectados (50%). A maioria dos animais apresentava alteração no padrão pulmonar (88,5%) à radiografia torácica. O padrão bronquial foi identificado em 45,5% dos cães infectados e em 46,7% nos cães não infectados. Já o padrão intersticial foi identificado em 18,2% dos infectados e em 6,7% dos livres da infecção. Nenhum animal apresentava conjunto de alterações que denotasse probabilidade de hipertensão pulmonar, embora tenham sido observados parâmetros que indiquem que tenha ocorrido aumento da pressão pulmonar. Helmintos foram visualizados ao ecodopplercardiograma em 45,5% das infecções. Os valores hematológicos dos cães infectados e dos não infectados foram semelhantes, apresentando valores médios dentro da faixa de referência para a espécie. As avaliações realizadas demonstraram que os animais estudados não apresentavam doença grave, sendo infectados ou não. Como a dirofilariose é uma doença cardiorrespiratória que apresenta características clínicas indiferenciáveis de afecções cardiorrespiratórias por outras etiologias, fez-se necessário realizar exames parasitológicos, fossem eles pesquisa de microfilárias ou e de antígenos específicos ou até a visualização dos parasitos pelo ecodopplercardiograma, apesar de sua baixa sensibilidade. Conclui-se que a tosse foi o sinal clínico mais referido pelos tutores e, em todos os casos, confirmado pelos médicos veterinários durante o exame físico. A maioria dos animais apresentava sopro em foco tricúspide, ausculta pulmonar alterada, insuficiência da valva tricúspide e pulmonar e parênquima pulmonar com padrões bronquial ou intersticial
Canine heartworm disease is one of the main cardiorespeiratory parasitic illnesses. It´s etiological agent is Dirofilaria immitis (Leidy, 1856), that has association with the endosymbiont Wolbachia sp. Many infected dogs are asymptomatic and many times the infection is included in the differential due to a detailed clinical examination or to an microfilariae incidental finding during laboratory work. The clinical signs shown by the symptomatic animals are unspecific, making it difficult for the attending veterinarian to include it in the differential diagnostic work. Therefore, the aim of this work was to analyze the clinical aspects of the older than 12 months dogs presented to the Serviço de Cardiologia e Doenças Respiratórias (SCDR) of the Hospital Veterinário de Pequenos Animais (HVPA) of the Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) with cardio respiratory illnesses. After the owners formal consent, 26 dogs were submitted to clinical examination (history, anamnesis and physical examination), to laboratory work (complete blood count, microfilariae detection test and antigen test), to chest x-rays and ecodopplercardiogram. Most dogs included in the study, infected (11/26) or not (15/26), presented cough (65.4%) and abnormal lung sounds (81%). Murmur at the tricuspid focus was present in seven dogs (26.9%), four of them were infected (57.1%) and three free of infection (42.9%). The echodopplercardiogram showed tricuspid insufficiency in eight dogs (30.8%), three of them infected (37.5%) and pulmonary insufficiency in 12 (46.1%), six of them were infected (50%). The x-rays showed that most dogs presented altered pulmonary patterns (88.5%). Bronchial pattern was present in 45.5% of the infected dogs and in 46.7% of the free of infection. The interstitial pattern was present in 18.2% of the infected and in 6.7% of the uninfected. None of the examined dogs presented a set of signs that could denote pulmonary hypertension although high pulmonary pressure was indicated by scarce parameters. Worms were visualized by echodopplercardiogram in 45.5% of the infected dogs. The blood work results´ means of the infected and of the naïve dogs were within the reference range for the species. The performed evaluations showed that all included dogs did not present severe disease, were they infected or not. Since heartworm disease is a cardio respiratory disease undifferentiated from generally caused cardio respiratory illnesses, it was mandatory to perform parasitological assays, were they microfilariae or specific antigen tests or even the worm detection by echodopplercardiogram, despite its low sensitivity. It could be concluded that the owners most claimed complaint was cough,that could be confirmed by the attending veterinarians during physical examination. Most dogs presented tricuspid murmur, altered pulmonary sounds, tricuspid and pulmonary valves insufficiency and bronchial or interstitial patterns of the pulmonary parenchyma.
Biblioteca responsável: BR68.1