Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Quantificação do circovírus suíno e sua correlação com o ganho de peso de leitões

Cruz, Taís Fukuta.
Botucatu; s.n; 31/07/2006. 70 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-4265

Resumo

Vários estudos têm demonstrado a associação entre a maior concentração viral do circovírus suíno tipo 2 (PCV2) detectado por PCR quantitativa com o desenvolvimento de lesões microscópicas típicas da Síndrome da circovirose suína (SCS). Clinicamente, a SCS é caracterizada principalmente pelo emagrecimento progressivo, acompanhado de dispnéia, aumento de tamanho dos linfonodos, palidez e/ou icterícia das mucosas. A diminuição na taxa de crescimento dos leitões acometidos com a síndrome provoca grave prejuízo econômico para o produtor, o que torna a SCS uma das doenças mais importantes para a suinocultura. Assim, com o objetivo de comparar a concentração viral relativa do circovírus suíno (PCV) com o ganho de peso de leitões provenientes de uma granja comercial com SCS, amostras de sangue total, soro e "swab" nasal foram analisadas por PCR em tempo real com SYBR® Green I e PCR para o circovírus suíno tipo 1 (PCV1), sendo posteriormente, comparadas entre si para determinação de qual amostra seria mais apropriada para a utilização na PCR em tempo real com SYBR® Green I. Foram colhidas 128 amostras de sangue total, 128 de soro e 128 de "swab" nasal, as quais foram obtidas de 32 leitões acompanhados na maternidade, creche, recria e crescimento. Através da comparação das concentrações virais relativas do PCV entre as amostras, o sangue total mostrou-se mais apropriado para a PCR em tempo real, seguido do soro. Os "swabs" nasais não foram considerados apropriados para detecção do PCV pela técnica aplicada, pois o PCV detectado pode representar o vírus sendo eliminado nas secreções nasais e/ou uma contaminação do ambiente. Todas as amostras (n = 107) positivas para PCV por PCR em tempo real foram testadas para PCV1 e resultaram negativas
Several studies have shown the association among the largest viral concentration of Porcine circovirus type 2 (PCV2) detected by quantitative PCR with the development of typical microscopic lesions of Postweaning multisystemic wasting syndrome (PMWS). Clinically, PMWS is characterized by the progressive weigh loss, accompanied of dyspnea, enlargement of limph nodes, paleness and/or jaundice of the mucous membranes. The reduce growth rate of the pigs affected with the PMWS cause serious economical damage, making this disease as one of the most important for swine producing area. Like this, with the objective of comparing the relative viral concentration of the PCV with the weight gain of piglets of a commercial farm with PMWS, samples of total blood, serum and nasal swab were analyzed by real time PCR using SYBR® Green I and PCR for the PCV1, and were compared later amongst themselves for determination of which sample would be more appropriate for quantitative PCR. A total of 128 samples of total blood, 128 of serum and 128 of nasal swab were collected, which were obtained of 32 piglets accompanied at the nursery, grower, and finisher stage. After analyses, total blood was shown more appropriate for real time PCR, following by the serum. The nasal swabs were not considered appropriate for quantifications of PCV because detected PCV can represent the virus being eliminated in the nasal secretions and/or an environment contamination. All of the samples (n = 107) positive for PCV in real time PCR were also tested in PCR for PCV1 with negative results. The comparison between viral concentrations in blood or serum samples and the weights of the piglets, a negative correlation was observed
Biblioteca responsável: BR68.1