Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Avaliação hemodinâmica e do índice bispectral (BIS) de cadela anestesiadas com midazolam e cetamina associados à medetomidina ou dexmedetomidina e submetidos a ovário-salpingo-histeectomia

Silva, Fernando do Carmo.
Botucatu; s.n; 02/11/2010. 87 p.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-4603

Resumo

Fármacos dissociativos administrados em dose única têm sido utilizados em Anestesiologia, porém, muitas vezes são incapazes de promover grau de hipnose e analgesia adequado para o ato cirúrgico. A técnica por infusão contínua diminui flutuações paramétricas e requerimento de anestésicos. Estudou-se o BIS e os atributos hemodinâmicos de cadelas anestesiadas com administração contínua de dexmedetomidina, fármaco ?2 seletivo empregado apenas recentemente em Veterinária. Foram utilizadas 20 cadelas adultas (7 a 15 kg) que receberam prétratamento por via venosa (iv) de levomepromazina, 1 mg.kg-1, e buprenorfina, 3 ?g.kg-1. Após 15 minutos, aplicou-se a cetamina, 5 mg.kg-1 iv, e o midazolam, 0,2 mg.kg-1 iv, para indução da anestesia. Iniciou-se, então, a administração contínua de midazolam, 0,4 mg.kg-1.h-1, e cetamina, 20 mg.kg-1.h-1, associados, conforme o grupo, à: DEX (n=10): dexmedetomidina 20 ?g.kg-1.h-1 ou MED (n=10): medetomidina 30 ?g.kg-1.h-1, mantidos até o final da cirurgia. A dose de dexmedetomidina foi obtida por meio de estudo farmacocinético com o programa ?Stanpump®?, planejando-se concentração plasmática em torno de 2,0 ng.mL-1, no momento da tração das estruturas operadas. Os valores do BIS diminuíram progressivamente em ambos os grupos (p<0,05), mas foram menores no grupo DEX (p<0,05), em comparação com o grupo MED. Não houve diferença significativa nos atributos hemodinâmicos (freqüência cardíaca, pressão arterial sistólica, diastólica e média) entre os grupos, tampouco entre os diversos momentos do estudo (p>0,05). A freqüência respiratória diminuiu em ambos os grupos (p<0,05), mas foi menor no grupo DEX em relação ao grupo MED (p<0,05). Os valores do CO2 expirado aumentaram progressivamente em ambos os grupos (p<0,05). O tempo de recuperação...
Anesthesia has been performed with single bolus administration of dissociative drugs. Continuous infusion technique decreases the parametric fluctuations and anesthetic requirement. Hemodynamics and BIS were determined in anesthetized dogs using continuous administration of dexmedetomidine. Twenty dogs were pretreated with levomepromazine 1 mg.kg?1 and buprenorfine 3 ?g.kg?1, and induced with ketamine 5 mg.kg?1 and midazolam 0.2 mg.kg?1. Midazolam 0.4 mg.kg?1.h?1, and ketamine 20 mg.kg?1.h?1 were continuously administered in association with one of the following drugs: DEX: dexmedetomidine 20 ?g.kg?1.h?1; or MED: medetomidine 30 ?g.kg?1.h?1. Dexmedetomidine dose was obtained by pharmacokinetic studies using Stanpump®. BIS values decreased for both groups (p<0.05) and were lower for DEX (p<0.05), when compared to MED group. There was no difference regarding hemodynamic parameters among groups and moments in the same group (p<0.05). Respiratory rate decrease in both groups (p<0.05), and were lower in DEX compared to MED (p<0.05). End tidal CO2 increased in both groups (p<0.05). Recovery length was similar between groups (p<0.05), and there were no adverse effects. In conclusion, dexmedetomidine produced a greater reduction on BIS than medetomidine, and both drugs resulted in good hemodynamic stability and a calm recovery
Biblioteca responsável: BR68.1