Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Estudo da prevalencia de infecção por endoparasitos em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758) do municipio de Hortolandia, SP / Study of the prevalence of the infection by endoparasites in dogs Canis familiaris, Linnaeus, 1758) from Hortolandia city, SP

Presotto, Douglas.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-645

Resumo

Endoparasitoses em cães produzidas por nematódeos das Famílias Toxocaridae, Trichuridae, Onchocercidae, Ancylostomatidae, Strongyloididae e por cestódeos da família Dilepididae são uma ocorrência freqüente na clínica veterinária, além de se constituírem em infecções zoonóticas prevalentes em áreas urbanas; as produzidas por protozoários dos gêneros Cystoisospora e Giardia, também tem adquirido grande importância para a saúde humana e animal. O convívio estreito entre homens e cães, aliado ao crescimento dessa população nos centros urbanos, tem feito de algumas dessas endoparasitoses um importante problema de Saúde Pública. Assim, o conhecimento de sua prevalência constituiu-se em importante instrumento de prevenção e controle. Este presente estudo objetivou determinar a prevalência dessas infecções em cães do município de Hortolândia, situado no Estado de São Paulo, bem como avaliar o risco à saúde para a população humana; amostras de fezes (n = 250), sangue (n = 66) e material de necropsias (n = 50) foram coletadas e examinadas no período compreendido entre os anos de 2006 e 2008. As amostras foram obtidas a partir de cães sem controle (errantes), adultos (a partir de um ano de idade), recolhidos e mantidos nas dependências do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e avaliadas pelos métodos parasitológicos tradicionais para pesquisa de helmintos e protozoários. As necropsias foram realizadas em animais submetidos à eutanásia, após avaliação veterinária. A prevalência geral de endoparasitos neste estudo foi de 87,2% em amostras fecais e de 100% em necropsias. Nas amostras fecais os parasitos observados foram: Ancylostoma sp. (79,2%), Giardia duodenalis (20,0%), Toxocara sp. (16,8%), Cystoisospora sp. (16,4%), Trichuris vulpis (11,6%), Dipylidium caninum (1,6%) e Toxascaris leonina (1,2%). Nas necropsias, Ancylostoma caninum (72,0%), Dipylidium caninum (64,0%), Toxocara canis (44,0%), Cystoisospora sp. (30,0% em material fecal de necropsia), Trichuris vulpis (20,0%) e Toxascaris leonina (2,0% em material fecal de necropsia). Houve diferença estatisticamente significativa em relação ao sexo para os nematódeos Toxocara spp., com maior ocorrência nos machos (p = 0,0137) e Trichuris vulpis, com maior ocorrência nas fêmeas (p = 0,0015). Houve diferença estatisticamente significativa em relação à estação do ano para os nematódeos Ancylostoma spp., com menor ocorrência na primavera (p = 0,0001) e Trichuris vulpis, com maior ocorrência no inverno (p = 0,0039). Os resultados demonstraram altas prevalências dessas infecções parasitárias em cães adultos, com idades variáveis, a partir de um ano, até animais senis, e também em animais imunossuprimidos, devido às condições adversas à que estavam submetidos (abandono, maus-tratos, desnutrição e doenças concomitantes); os resultados sugerem também um alto grau de contaminação ambiental e, conseqüentemente, o risco à saúde humana (diretamente, pelo contato com esses ambientes e indiretamente, pela exposição a que podem ficar submetidos os cães domiciliados, quando em contato com esses ambientes ou com cães de rua)
Parasitic diseases in dogs, produced by nematodes (families Toxocaridae, Trichuridae, Onchocercidae, Ancylostomatidae and Strongyloididae) and cestodes (family Dilepididae), are a frequent occurrence in the clinical veterinary medicine. These helmintic diseases are important zoonotic infections, prevalent in urban areas; infectious diseases caused by protozoans (genus Cystoisospora and Giardia), also have acquired great importance for the animal and humam health. The close relationship between men and dogs, and the growth of canine population in the urban areas, has made some of these parasitic infections an important problem of Public Health. Thus, the knowledge of its prevalence is an important way of prevention and control. This present work purposed to determine the prevalence of these infections in dogs from the city of Hortolândia (Brazil), as well as evaluate the risk to the human health; feces samples (n = 250), blood samples (n = 66) and samples from necropsies (n = 50) were collected and examined in the understood period between the years of 2006 and 2008. These samples came from stray dogs (uncontrolled), adults (from one year of age), captured and kept in the dependences of the Center of Zoonoses Control (CCZ) and evaluated by the traditional methods of laboratory for diagnosis of helminths and protozoans. The necropsies had been done in animals submitted to the euthanasia, after veterinary evaluation. The overall prevalence of endoparasites in this work was 87,2% in feces samples and 100% in necropsies. The parasites observed in feces samples were Ancylostoma sp. (79,2%), Giardia duodenalis (20,0%), Toxocara sp. (16,8%), Cystoisospora sp. (16,4%), Trichuris vulpis (11,6%), Dipylidium caninum (1,6%) and Toxascaris leonina (1,2%). The parasites observed in necropsies were Ancylostoma caninum (72,0%), Dipylidium caninum (64,0%), Toxocara canis (44,0%), Cystoisospora sp. (30,0% in necropsy's feces samples), Trichuris vulpis (20,0%) e Toxascaris leonina (2,0% in necropsy's feces samples). There was statistically significant difference between gender for the nematodes Toxocara spp., with higher prevalence in males (p = 0,0137) and Trichuris vulpis, with higher prevalence in females (p = 0,0015). There was statistically significant difference between seasons for the nematodes Ancylostoma spp., with less prevalence in spring (p = 0,0001) and Trichuris vulpis, with higher prevalence in winter (p = 0,0039). The data demonstrated the high prevalence of these parasitic infections in adult dogs, with changeable ages, from one year, until senile animals, mainly in animals under adverse life conditions (abandonment, malnutrition, illnesses); they also suggest the high degree of environmental contamination and, consequently, the risk to the human health (directly, by the contact with these environments and indirectly, by the exposition of the domiciliated dogs, when in contact with these environments or stray dogs)
Biblioteca responsável: BR68.1