Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

UTILIZAÇÃO DAS PROTEÍNAS RECOMBINANTES MSP1a E MSP2 NO DIAGNÓSTICO DA ANAPLASMOSE BOVINA

Melo, Valeska Shelda Pessoa De.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-7378

Resumo

Ensaios de imunoadsorção indireta (ELISAs) baseados em MSP1a e MSP2 recombinantes de isolado brasileiro de *A. marginale *foram desenvolvidos para detecção de anticorpos contra esta riquétsia em bovinos. As altas sensibilidades (99,0% para ambos os testes) e especificidades (100% para ambos os testes) foram confirmadas pela análise de soros positivos ou negativos para anticorpos contra *A. marginale*, respectivamente, pela imunofluorescência indireta. Pela análise de 583 soros de bovinos de três mesorregiões do Estado de Pernambuco, a concordância entre os dois testes foi alta, com índice Kappa de 0,89. As prevalências de bovinos soropositivos nestas mesorregiões também foram determinadas pelos dois testes, os quais definiram as mesorregiões Metropolitana do Recife e Mata Pernambucana como de estabilidade enzoótica para anaplasmose; e a mesorregião do Agreste como de instabilidade enzoótica. As performances similares dos dois ELISAs sugerem que ambos os testes podem ser usados em estudos epidemiológicos, para a detecção de anticorpos contra *A. marginale* em bovinos
Biblioteca responsável: BR68.1