Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Qualidade ambiental, distribuição e densidade do mesozooplâncton do estuário de vigia de nazaré, ne do estado do pará

Ramos, Caio Aguiar Rodrigues.
Tese em Português | VETTESES | ID: vtt-9210

Resumo

Com o objetivo de caracterizar a área do estuário de Vigia, quanto à sua qualidade ambiental e de dispersão do zooplâncton, foi amostrada em quatro pontos na região situada entre a sua Foz e o limite da extensão máxima da penetração da cunha salina rio acima, as amostragens foram realizadas em um barco, adaptado para os trabalhos. Sendo bimestralmente, com início no mês de nov/04 e término em nov/05. Tendo-se no total 6 campanhas, incluindo assim os meses de março (período chuvoso) e setembro (período seco) de 2005. Os dados de qualidade da água foram medidos através da sonda multiparâmetros “Datasound 4a”. Realizados estudos de abundância, dominância e diversidade do zooplâncton, sendo estes parâmetros relacionados aos dados de qualidade de água. O grupo zooplanctônico mais diverso encontrado nas amostras analisadas foi o dos Copepoda, destacando-se Pseudodiatomus richard, Pseudodiatomus marsh, Pseudodiatomus gracilis, Acartia plumosa, Acartia tonsa Oithona gessneri, Notodiaptomus paraensi e Notodiaptomus amazônicus, tendo densidades variando de 2,6 a 129,24 org/m³. Destacaram-se também as larvas de Crustacea (Brachyura), principalmente no mês de mar/05, onde foram muito abundantes, chegando a apresentar 860,86 org/m³. Ficando evidenciado um período de maior desova para estas larvas. Além destes, também ocorreram Cladoceros, larvas de bivalves, gastrópodes, cirripedia, hidromedusas e isópodes. De uma forma geral a composição das espécies nas áreas estudas foram semelhantes, apresentando alterações sazonais de dominância de espécies. A diversidade específica no estuário de Vigia foi relativamente baixa, em decorrência do pequeno número de espécies encontradas, a análise de agrupamentos dos organismos revelou grupo fortemente definidos, e pequenos subgrupos correlacionados entre si. Foi verificada uma grande quantidade de larvas de peixes e de crustáceos, o que caracteriza o estuário como uma área berçário, de importância fundamental para o desenvolvimento da vida marinha, estuarina e de água doce na região de Vigia de Nazaré
Biblioteca responsável: BR68.1