Your browser doesn't support javascript.

BVS IEC

Instituto Evandro Chagas

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Malaria in the Municipality of Cruzeiro do Sul, Acre State, Brazil: epidemiological, clinical and laboratory aspects/Malária no Município de Cruzeiro do Sul, Estado do Acre, Brasil: aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais

Silva, Rita do Socorro Uchoa da; Carvalho, Fabiana Teixeira de; Santos, Aline Barreto dos; Ribeiro, Emanuele da Silva; Cordeiro, Kárita de Melo; Neiva, Guilherme Inácio Bertoldo de Melo e Patriarca da Silva; Viana, Giselle Maria Rachid; Chamma, Nathalia Nogueira; Póvoa, Marinete M.
Rev Pan-Amaz Saude; 3(1): 45 - 54, 2012. tab
Artigo em Português | IEC - Instituto Evandro Chagas | ID: iec-12853
A malária é um sério problema de saúde pública na Região Amazônica brasileira, onde se situa o Estado do Acre. O objetivo deste estudo foi descrever os aspectos epidemiológicos, clínicos e laboratoriais dos casos de malária atendidos no Município de Cruzeiro do Sul. Estudo descritivo, transversal, incluiu amostra de conveniência formada por pacientes com malária atendidos em três postos de notificação da doença localizados em Cruzeiro do Sul, que aceitaram participar do estudo, responderam a um questionário, passaram pelo exame físico e tiveram coletado sangue periférico para exame pela gota espessa. Amostras sanguíneas coletadas por punção venosa foram submetidas à Nested-PCR (reação em cadeia da polimerase) para Plasmodium malariae. Foram incluídos 136 pacientes (15,7 por cento do total de casos de malária notificados em Cruzeiro do Sul durante o período do estudo), dos quais 52,6 por cento do gênero masculino; a idade variou de 12 a 72 anos (média: 30,2 anos). Aproximadamente 95 por cento referiram exposição prévia à malária. Os sintomas mais frequentes foram cefaleia (90,4 por cento), febre (85,2 por cento) e lombalgia (81,5 por cento). Principais achados ao exame físico: taquipneia (59,3 por cento), dor àpalpação abdominal (50,7 por cento), palidez cutâneo-mucosa (44,9 por cento), taquicardia (40 por cento), febre (39,3 por cento) e icterícia (22,1 por cento). O Nested-PCR identificou um caso (0,7 por cento) de malária pelo P. malariae cujo resultado pela gota espessa fora de Plasmodiumvivax. Concluiu-se que o P. vivax foi o agente etiológico mais encontrado, atingindo principalmente pessoas do gênero masculino, em fase produtiva da vida, havendo grande exposição prévia à doença, evidenciando a cefaleia e a febre como as manifestações mais comuns da doença nessa amostra.(AU)
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: PCIEC2012 / BR275.1