Your browser doesn't support javascript.

BVS Integralidade em Saúde

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Práticas de enfermeiros no atendimento à demanda espontânea em equipes de saúde da família no município do Rio de Janeiro / Pratices of nurses in delivering day acess in family health teams in the municipality of Rio de Janeiro

Bohusch, Gláucia.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 93 p. ilus.
Tese em Português | BVS Integralidade, FIOCRUZ | ID: int-5560
O atendimento pelo enfermeiro à demanda espontânea indica um caminho para a garantia do acesso e integralidade de cuidado, contribuindo para consolidação do modelo da Estratégia de Saúde da Família (ESF) e para a desconstrução da dicotomia entre demanda programada e demanda espontânea. Desse modo, é possível favorecer a organização do serviço de saúde pautando-o nas necessidades de saúde dos usuários. A presente dissertação utilizou a abordagem qualitativa como método de pesquisa. Os dados foram coletados através da observação simples e grupo focal, com a participação de vinte enfermeiros. Para o tratamento dos dados, foi utilizada a análise de conteúdo de Bardin, sendo construídas três categorias Visões e sentidos da prática profissional no atendimento à demanda espontânea; Limites da prática profissional no atendimento à demanda espontânea; Transformações da prática profissional acesso e demanda espontânea como direcionador da prática do enfermeiro. A partir deste estudo, encontraram-se diversos sentidos atribuídos pelos enfermeiros para o atendimento à demanda espontânea, bem como os limites desta prática para a garantia do acesso nas UAPS. Pode-se identificar como práticas dos enfermeiros voltadas ao atendimento à demanda espontânea a primeira escuta/acolhimento, triagem, classificação de risco clínico-social e consulta de enfermagem à demanda espontânea. Acredita-se que as práticas dos enfermeiros no atendimento à demanda espontânea necessitam estar interligadas e sistematizadas, visto a oportunidade e pontencialidade do encontro clínico na identificação das necessidades de saúde. A ampliação da prática clínica dos enfermeiros na ESF deve ser feita com a aplicação de métodos que respaldem científica e legalmente as mudanças nos marcos da profissão, de forma a permitir a consolidação de práticas profissionais já executadas no cotidiano do atendimento à demanda espontânea.
Biblioteca responsável: BR1366.1
Localização: BR13661.1; 614.253.5, B677, TE754