Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Perfil epidemiológico e clínico de pacientes internados com lesão por pressão em hospital de referência no Amazonas / Epidemiological and clinical profile of hospitalized patients with pressure injury in a reference hospital in Amazonas / Perfil epidemiológico y clínico de pacientes internados con lesión por presión en hospital de referencia en el Amazonas

Rocha, Ana Cláudia dos Santos; Mendonça, Ayrles Silva Gonçalves Barbosa; Fernandes, Tiótrefis Gomes.
Rev. epidemiol. controle infecç; 8(3): 253-260, 2018. ilus
Português | LILACS | ID: biblio-1010150
Justificativa e

Objetivos:

Lesões por pressão (LPP) representam um sério problema de saúde que gera grande desconforto, sofrimento e impacto na morbimortalidade de indivíduos internados, o que requer a elaboração de estratégias profiláticas mais direcionadas e adequadas para esse público. Desse modo, o objetivo geral do presente estudo foi descrever o perfil epidemiológico de pacientes internados e as características clínicas das lesões por pressão em uma instituição de referência em saúde na cidade de Manaus/AM.

Métodos:

Trata-se de um estudo descritivo, em que 24 pacientes, com 49 LPP, foram avaliados por questionários contendo dados demográficos e clínicos. Após aplicação dos questionários, foi obtida a avaliação dimensional das LPP, por meio de imagem fotográfica analisada no software ImageProPlus. A análise estatística foi realizada pelo Statistical Package for the Social Sciences (SPSS).

Resultados:

A maioria dos indivíduos com LPP encontrava-se internada na Clínica Médica (62,5%), sendo constituída por homens (79,2%) com faixa etária entre 5 e 59 anos (54,2%). Grande parte dos pacientes evidenciou apenas uma LPP (54,2%), localizada em membros inferiores (28,6%), relacionadas com patologias neurológicas (41,7%) e maior tempo de internação (66,7%). Os estágios 3 e 4 de lesão foram os mais frequentes.

Conclusão:

A observação de LPP permite inferir a real necessidade da elaboração de projetos que atuem na profilaxia da gênese e/ou agravamento das lesões, sobretudo em uma população masculina, internada na clínica médica e com estágios mais graves de lesão.(AU)
Biblioteca responsável: BR1314.1