Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Suco de maçã: metodologia analítica para determinação de patulina e qualidade físico-química e microbiológica

Iha, Maria Helena.
São Paulo; s.n; 2006. 138 p. tab, graf.
Português | LILACS | ID: biblio-933191
Patulina (PAT) é uma micotoxina encontrada principalmente em maçãs e produtos de maçã, produzida por fungos, sendo o Penicillium expansum um dos principais produtores. Os objetivos deste trabalho foram (1) desenvolver e/ou adaptar, validar in house e comparar métodos analíticos para determinação de PAT; (2) estudar sua estabilidade na temperatura ambiente e de geladeira; (3) verificar a incidência deste metabólito em bebidas a base de maçã comercializadas em cidades do Estado de São Paulo; (4) avaliar a qualidade físico-química e microbiológica do suco e néctar de maçã comercializados em cidades do Estado de São Paulo. Foram avaliados três métodos para análise de PAT em suco de maçã utilizando técnicas deextração diferentes (a) extração líquido-líquido (ELL); (b) ELL e limpeza em coluna MycoSep® 228 e (c) ELL e limpeza em coluna preparada no laboratório. Foi utilizada Cromatografia Líquida de Alta Eficiência com colunaC18 e detector de arranjo de diodo para a determinação de PAT. Os parâmetros de validação avaliados foram linearidade, recuperação, precisão e exatidão, limite de detecção e quantificação e robustez. Os métodos apresentaram, como principal vantagem, a utilização de solventes não tóxicos na fase móvel, etanol e água. Os parâmetros da validação mostraram-se adequados para análise de PAT em suco de maçã em pequenas quantidades. No estudo de incidência das 134 amostras analisadas foi encontrada PAT em apenas 4 (3%) bebidas, em concentração entre 3-7 g/L. Na avaliação da qualidade físico-química e microbiológica do suco e néctar de maçã, os resultados das análises indicaram que foram utilizados frutos adequados, e que não ocorreram falhas durante oprocessamento e/ou transporte e/ou estocagem dos produtos fato este que também foi comprovado pela não detecção de PAT nestes produtos. O presente estudo fornecerá subsídios para as autoridades brasileiras estabelecerem níveis de PAT em bebidas de maçã comercializados no Brasil
Biblioteca responsável: BR91.2
Localização: BR91.2; W4, I25s, 2006 / BR76.1