Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Teor de vitamina A em alimentos enriquecidos / Vitamin A concentration in enviched foods

Fávaro, Rosa Maria Duarte; Garrido, Neusa Santesso; Garotti, Wilma Delphina de Oliveira; Yokosawa, Cristina Erico; Iha, Maria Helena; Jordäo Junior, Alceu Afonso; Vannucchi, Hélio.
Rev. Inst. Adolfo Lutz; 57(1): 41-8, 1998. ilus, tab, graf
Português | LILACS | ID: lil-217904
A diversidade de produtos alimentícios adicionados de vitaminas, inclusive de vitamina A, vem aumentando no Brasil e o controle desses produtos é nescessário. Os objetivos desse estudo foram 1) verificar o teor de vitamina A em alimentos enriquecidos avaliando a concentraçäo em relaçäo ao declarado no rótulo; 2) verificar a variabilidade dos níveis de enriquecimento desse nutriente em diferentes amostras de um mesmo produto; 3) avaliar a quantidade de vitamina A oferecida em uma porçäo individual de cada alimento em relaçäo à Dose Diária Recomendada (DDR) pelo National Research Council. Foram estudados 20 produtos enriquecidos. A concentraçäo de vitamina A foi determinada em 5 amostras provenientes de lotes diferentes de cada produto, totalizando 100 amostras. Dentre as amostras avaliadas, 45 apresentaram teor de vitamina A na faixa compreendida entre 20(por cento) abaixo e 20(por cento) acima do declarado no rótulo, 14 amostras apresentaram teor abaixo dessa faixa e 41 acima. A maioria dos produtos apresentou níveis de enriquecimento homogênio em cinco amostras diferentes. Os alimentos estudados supriam de 18 a 120(por cento) das DDR em uma porçäo única. Sugere-se que a legislaçäo brasileira estabeleça, para alimentos enriquecidos, níveis mínimo e máximo de vitamina A por porçäo diária habitualmente consumida; que se estenda o benefício dos alimentos enriquecidos com vitamina A às populaçöes de baixa renda através da adiçäo desse nutriente nos alimentos consumidos pela mesma; que se avalie melhor os alimentos que näo podem e aqueles que podem e devem ser enriquecidos
Biblioteca responsável: BR91.2