Your browser doesn't support javascript.

Biblioteca Virtual em Saúde

BVS - Literatura Científico-Técnica

Home > Pesquisa > ()
XML
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Email
Adicionar mais destinatários
| |

Grupo de Convivência Família Mosaico: participação de pessoas com deficiência na comunidade / Living Group Mosaic Family: participation of people with disabilities in the community

Aoki, Marta; Oliver, Fátima Correa; Cancegliero, Ariane Bazarin de Campos; Colussi, Júlia.
Mundo saúde (1995); 38(2): 149-158, maio, 12, 2014.
Português | Ministério da Saúde | ID: mis-36871
Trata-se de estudo sobre acompanhamento de um grupo de convivência para pessoas com deficiência (PCD), realizadocomo estratégia de reabilitação no âmbito territorial, a partir de uma Unidade Básica de Saúde. São objetivos do estudo:refletir sobre os apoios necessários para a manutenção dessas pessoas em atividades comunitárias; identificar as principaisquestões presentes na dinâmica do grupo no âmbito da comunicação, das relações interpessoais, das transformaçõesindividuais e coletivas e compreender os desafios presentes para integrar a produção material do Grupo de Convivênciaaos circuitos de comercialização solidária. O estudo foi desenvolvido por meio de observações sistemáticas durante vinteencontros, com registro em diários de campo. Participaram do grupo 21 pessoas com e sem deficiência, sendo: 06 comdeficiência física, 07 com deficiência intelectual, 01 com deficiência auditiva, 02 com deficiências múltiplas, 01 pessoaem situação de sofrimento psíquico e 04 cuidadores de pessoas com limitações. Tornaram-se evidentes os desafios parapromover a participação de pessoas com incapacidades, bem como a falta de autonomia e iniciativa das pessoas para participardas atividades. Participar do grupo promoveu trocas afetivas, descoberta de habilidades, promoção do cuidado e daaprendizagem, melhora da autoestima e da comunicação entre os participantes. Integrar o circuito da economia solidáriatem sido um dos desafios do grupo, principalmente ao se considerar a falta de acessibilidade na cidade e dificuldadesinerentes à comercialização de produtos artesanais. Acredita-se que grupos de convivência podem ser uma estratégiaalternativa para promover a participação de PCD na comunidade.(AU)
Biblioteca responsável: BR599.1